quinta-feira, 31 de maio de 2012

ZÉ RÉ - NATO.



A parte mais divertida da pesquisa MIND em Barra Mansa, publicada hoje no jornal "A VOZ DA CIDADE", é quando é formulada a pergunta:

NA SUA OPINIÃO, QUAL O PRINCIPAL PONTO FORTE DO GOVERNO DO PREFEITO ZÉ RENATO?

Respostas mais votadas:

NÃO SABE 40,0%

NENHUM 35,5%

E tem gente que ainda tem medo dessa nulidade ganhar a eleição.

ESFARRAPADAMENTE "INÊS"QUECÍVEL.



A CULPA ESTÁ NA DESCULPA.
Depois que Dilma ganhou a eleição presidencial, resolvi baixar o meu tom em relação ao PT. O povo brasileiro concordou com as falcatruas protagonizadas por esse partido e está satisfeito com os retornos sociais que recebe em troca pela omissão. Como nosso Blog tem uma caraterística muito voltada para o nosso município, e aqui tenho convicção que o PT nunca vai conseguir retomar a prefeitura enquanto Inês for o único quadro oferecido a população, resolvi deixar o PT de lado. Quanto a Inês, apesar de ter feito um governo municipal desastroso, era a nossa única deputada com domicílio eleitoral em Barra Mansa, e sendo assim, creio que o justo seria prestigiá-la nessa solidária posição. Tinha Inês como uma administradora ruim que confiou cegamente no seu secretariado, possibilitando diversas propinas para pagamentos na secretaria de fazenda, propinas para liberação de "habite-se", desvios de merendas escolares para "sem terras", aumento de 400% de IPTU, obras de fachada e inacabadas, demissões injustas de professores e outros "deslizes" que marcaram a sua administração e que por conseguinte, jamais lhe permitirão o ingresso na prefeitura, mas mesmo assim, considerava-a inocente e de boa fé.
Quanto a condenação de Inês pela 14ª Vara de Fazenda Pública do TJ-RJ por suposta improbidade administrativa, tinha resolvido não constituir juízo de valor, e apenas reproduzir as notícias e deixar que nossos leitores formassem opinião sobre o assunto. Mas tudo isso caiu por terra ao ver as desculpas esfarrapadas e ultrajantes que Inês, seus assessores e advogados começaram expor ao público através de mensagens ensaiadas em sites de imprensa e notas oficiais ofertadas.
O Ministério Público comprovou e a Justiça confirmou que assessores de Inês repassavam até 68% de seus vencimentos para uma conta corrente da deputada. Isso já é um fato confesso. E o que eles apresentam em defesa?
1. Que não foram ouvidas as suas testemunhas.
2. Que as contribuições foram expontâneas.
3. Que tudo mundo faz isso.
4. Que as "contribuições" eram para a manutenção de uma casa política da deputada.
5. Que as "contribuições" eram para pagamento de assessores não nomeados.
6. Que essas denúnicas contra a ela só vem a tona em períodos eleitorais.
7. Ela está liderando as pesquisas e por isso os adversários querem prejudicá-la.
8. Seu advogado vai recorrer e comprovar a sua inocência.
Certamente se não fosse uma juíza a sacramentar a sua condenação, eles também diriam que a sentença proferida era um ato de preconceito contra a mulher.
Vamos então a análise dos fatos:
1. Se uma pessoa é filmada assassinando uma outra pessoa, um juiz precisa ouvir as testemunhas de defesa para considerar o assassino culpado pela morte?
2. Se as contribuições foram expontâneas, porque um ex-assessor denunciou ao jornal aQui a sua insatisfação com esse procedimento?
3. Se todo mundo faz isso, a deputada pretende institucionalizar oficialmente a corrupção?
4. Ora, se as contribuições eram para a manutenção da casa política da deputada, isso por si só não comprova a má fé e o favorecimento ilícito e pessoal em favor exclusivo dela?
5. Ora, por que razões a deputada se acha no direito de ter mais assessores que seus pares? Se a ALERJ determina o número de assessores e seus vencimentos, é essa a única regra a ser observada, o resto é prevaricação.
6. Todas as denúncias contra Inês serão sempre em período eleitoral. A razão é simples: Inês está permanentemente em período eleitoral, pois desde que foi prefeita, Inês disputou TODAS as eleições do Brasil. Assim foi em 2000, 2002, 2004, 2006, 2008, 2010 e 2012. Ganhando ou perdendo, ela dorme e acorda disputando eleição. É um raro caso de monopólio partidário, e o petista que se rebela contra isso em Barra Mansa, é forçado a sair do partido.
7. Inês não está liderando as pesquisas, e os adversários sabem que face a alta rejeição que ela tem, jamais vai incomodar ao ponto de ter risco de vencer a eleição para prefeita. A cada ano, em cada eleição, Inês vem obtendo menos votos em Barra Mansa e sobreviveu na ALERJ graças aos votos conquistados fora do município, provavelmente oriundos de fartos investimentos, e agora, cristalinamente, sabemos qual a fonte principal desses recursos.
8. O fato do advogado dela recorrer é óbvio. Assim também fez o Lalau, assim também fez o Zé Dirceu, assim também fez o Delúbio, assim também fez o Silvio Daniel, assim também está fazendo o Carlinhos Cachoeira, o Demóstenes, o Fernandinho, qualquer um deles, de Collor, Cavendish à Beira-Mar.
Até então achava Inês fraca, mas inocente. Continuo achando fraca.
Inocente, jamais.

MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.

31.05.2012.
VC- SUSPEITO DE ASSASSINAR HOMEM EM DISTRITO É PRESO.
VC- MÁ IMPRESSÃO. DIVERSOS BAIRROS ESTÃO ESBURACADOS E COM RUAS TOMADAS PELO MATO.
VC- PAIS DENUNCIAM JOVEM POR GUARDAR GRANDE QUANTIDADE DE DROGA EM CASA.
VC- POLÍCIAS CICIL E MILITAR SÃO CHAMADAS PARA ATENDER SUSPEITA DE ASSALTO A BANCO.
VC- SUSPEITO DE TRÁFICO É PRESO PELA POLÍCIA CIVIL.
VC- PESQUISA APONTA QUE 51,4% DA POPULAÇÃO DESAPROVA O GOVERNO ZÉ RENATO.
DV- PRESO SUSPEITO DE ASSASSINATO NA "PAIXÃO DE CRISTO" EM RIALTO.
DV- SUSPEITO DE TRÁFICO DE DROGAS É PRESO NO CENTRO DA CIDADE.
DV- ADVOGADO DE INÊS VÃO (sic) PEDIR ANULAÇÃO DO PROCESSO.
DV- A CONDENAÇÃO.
DV- JUSTIÇA APRESENTA RELATOS DE ASSESSORES PARA EMBASAR DENÚNCIA.
DV- LEÃO DO SUL FICA COM DEZ E TROPEÇA.
DV- HOMEM ATROPELADO NA DUTRA RECEBE ALTA.
DV- MORADOR DO BAIRRO PITEIRAS RECLAMA DO ACÚMULO DE ENTULHO.
DV- PSB LANÇA SÔNIA COUTINHO PARA VICE DE ZÉ RENATO.
DV- COBRADOR DE ÔNIBUS É PRESO SUSPEITO DE ASSASSINATO.
DV- JOVEM SUPOSTAMENTE ESFAQUEADO PELO IRMÃO DÁ ENTRADA EM HOSPITAL.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

VOCÊ É O JUIZ.



O assunto que toma conta das ruas, não somente em Barra Mansa, mas em diversos pontos do estado do Rio, é a condenação pela 14ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça estadual, à deputada Maria Inês Pandeló Cerqueira. Segundo o MP e a Juiza do TJ, Inês comprovadamente recebia até 68% dos salários de seus assessores em contas correntes próprias. A deputada alega que as verbas repassadas eram doadas de forma espontânea e para fins institucionais. Se Inês não reverter a referida decisão em Instância superior, o que é difícil face ao manancial de provas e confissões, terá que devolver as verbas desviadas ao erário, não poderá transacionar com órgãos públicos e terá seus direitos políticos suspensos por 5 anos. Há ainda a possibilidade do MP adentrar com Agravo de Instrumento visto que a Juíza não percebera, ao proferir sua sentença, que Inês exerce mandato eletivo, sendo asim, caberia inclusive a cassação de seu mandato de deputada.

Isto posto, nossa próxima enquete pergunta aos nossos leitores:

QUAL A SUA IMPRESSÃO SOBRE O ESCÂNDALO ENVOLVENDO A DEPUTADA INÊS PANDELÓ?

E as opções oferecidas são as seguintes:

ELA É INOCENTE E DEVERIA MANTER A SUA CANDIDATURA A PREFEITA.

ELA É INOCENTE MAS DEVERIA RETIRAR A SUA CANDIDATURA A PREFEITA.

ELA É CULPADA, MAS MESMO ASSIM, DEVERIA MANTER A SUA CANDIDATURA A PREFEITA.

ELA É CULPADA E DEVERIA RETIRAR A SUA CANDIDATURA A PREFEITA.

Em instantes, no canto direito de nosso Blog, você pode votar a sua opinião sobre a deputada da esquerda.

RESULTADOS E PONDERAÇÕES.

E AS COISAS VÃO SE DESENHANDO.
Terminou a nossa enquete que perguntou aos nossos leitores residentes ou eleitores de Barra Mansa, qual a ordem de preferência de voto entre os quatro supostos pré-candidatos a prefeito de Barra Mansa em 2012.

Dentre as 24 combinações possíveis, a preferida foi JONAS - PAULO - INÊS - ZÉ com 27,81%.

A segunda opção mais votada foi a combinação JONAS - INÊS - PAULO - ZÉ com 9,93%

E a terceira opção mais acessada foi PAULO - JONAS - INÊS - ZÉ com 6,62%

Considerando somente os cabeças de chapas escolhidos, o resultado foi esse:

JONAS 51,66% - ZÉ 17,88% - PAULO 15,89% - INÊS 14,57%.

Se fizermos uma análise ponderada, concedendo 3 pontos para o primeiro escolhido, 2 pontos para o segundo escolhido e 1 ponto para o terceiro escolhido, teremos a seguinte pontuação final:

JONAS 339 pontos

PAULO 237 pontos

INÊS 197 pontos

ZÉ 138 pontos.

Concluo que os poucos que gostam do Zé, o amam, por paixão ou por conveniência.

Mas a grande maioria, que não gosta, simplesmente o detesta e abomina-o.

AINDA SOBRE A ENTREVISTA DA XUXA.



Recebi via e-mail o texto abaixo, que vai ao encontro do que publicamos semana passada, mas com muito mais brilho e profundidade.
QUANDO O SILÊNCIO É A MELHOR ALTERNATIVA
" Não vi a comentada entrevista da tal xuxa no Fantástico deste domingo, dia 20/05. Mas não pude ignorá-la por muito tempo, pois a primeira notícia que recebi nesta manhã, logo cedo, foi: "- Cê viu que a xuxa foi abusada na infância?"
Fora o surrealismo da revelação, ocorreu-me que aquela, certamente, não era a notícia que desejava ouvir logo no início da semana. Afinal, como uma mulher de 50 anos, aparentemente esclarecida, só agora, passado todo esse tempo, resolve falar sobre algo tão grave? E por que me irritou tanto esta informação? Parei para refletir sobre o motivo deste sentimento e, confesso, não foi difícil descobrir.
Esta senhora, lá pelos seus primórdios, vivia no mesmo condomínio do meu irmão, no Grajaú, Rio de Janeiro. Lembro-me das minhas sobrinhas, ensandecidas, indo buscar as grotescas sandalinhas cheias de brilhos no apartamento dela, na esperança de encontrar o Pelé que, vira e mexe, dava as caras por lá.
Desde os seus 20 e poucos anos de idade, ela comanda programas infantis cuja tônica é erotizar precocemente as crianças, transformando meninas em arremedos de mulheres sem se preocupar com sua vulgarização. Os programas que comandou sempre tiveram como mote atropelar o desenvolvimento infantil em sua exuberância repleta de etapas simbólicas.
Pasteurizou os encantos desta fase empenhando-se em exaltar a diferença entre possuir e não possuir os produtos que anunciava ou que levavam sua grife tais como sandálias, roupas, maiôs, lingeries, xampus, bonecas, chicletes, cosméticos, álbum de figurinhas, cadernos, agendas, computadores, sopas, iogurtes, etc., num universo insano onde ela, eternamente fantasiada de insinuante ninfeta, faz biquinho e comanda a miúda plebe ignara.
Cientes estamos todos de que esta senhora, durante muitos e muitos anos, defendeu zelosamente seu polpudo patrimônio utilizando-se da fachada de menina meio abobada que sequer sabia quantos milhões possuía. Costumava dizer que era a sua empresária que administrava suas posses cujo montante alegava, candidamente, desconhecer. Pobre menina rica. E burra, com certeza. Como se fosse possível alguém tão tapada tornar-se tão rica.
Talvez para esconder a consciência que tinha acerca do quanto ajudou a devastar a inocência de tantas gerações de meninas que lhe devotavam a mais pura idolatria, posou de inocente útil usando a mesma máscara que agora reedita para falar, emocionada, do seu mais novo pretenso drama/marketing. Esqueceu-se que sua audiência, formada, na sua massacrante maioria, por meninas, passou a ser considerada como alvo da desumana propaganda colocando-as como mero veículo de consumo. Esqueceu-se, convenientemente, de comentar que milhares de garotas pelo Brasil afora foram abusadas sexualmente ao mesmo tempo em que eram, por ela, adestradas a vestirem-se e comportarem-se como verdadeiras lolitas. Esqueceu-se de que ensinou atitudes claramente ambivalentes para crianças que não faziam a mais pálida ideia do que podiam mobilizar em mentes doentias. Esqueceu-se de que a erotização tem sido ligada a três dos maiores problemas de saúde mental de adolescentes e mulheres adultas: desordens alimentares, baixa autoestima e depressão. Esqueceu-se também que as crianças, diariamente bombardeadas com imagens de paquitas como modelos de uma beleza simplesmente inalcançável enquanto corpos reais, torturavam-se perseguindo um modo de serem belas, perfeitas, saudáveis e eternas.
Estimulando a sexualidade de forma tão precoce, essas meninas perderam grande e preciosa fase do seu desenvolvimento natural. E reduzir o período da inocência, certamente, acarretou-lhes desdobramentos nefastos. Daí para ideia, cada vez mais presente, da infância como objeto a ser apreciado, desejado, exaltado, numa espécie de pedofilização generalizada na sociedade foi, apenas, um pequeno passo.
Num país onde as mães deixam suas crias, por absoluta falta de opção, frente à tevê sem qualquer tipo de controle e sem condições para discutir o conteúdo apresentado, encontrou esta senhora terreno mais que propício para disseminar sua perversa e desmedida ganância por audiência e dinheiro. Fosse ela uma pessoa minimamente preocupada com a direção que a sexualidade exacerbada e fora de contexto toma, neste país onde mulheres são cotidianamente massacradas, teria falado sobre este suposto drama muito tempo atrás. Teria tido muito mais cuidado com os exemplos de exposição que passava. Teria norteado seu trabalho dentro de parâmetros muito mais educativos e, desta forma, contribuído para que milhares de meninas fossem verdadeiramente cuidadas e respeitadas. Ou teria simplesmente virado as costas e ido embora.
Logo, frente ao seu histórico, não tem mesmo nenhuma autoridade para sustentar qualquer atitude fundamentada em belos e necessários méritos. Porque são de grandes valores, bons princípios e atitude exemplares que nossa sociedade necessita de maneira URGENTE.
Portanto, CALE-SE, XUXA!
Heloisa Lima. Psicóloga Clínica - Maio de 2012.

UMA REJEIÇÃO CRISTALINIZADA.

DADOS PRELIMINARES.
Conforme anunciamos, amanhã, às 15 horas, o diretório municipal do PC do B de Barra Mansa, realizará uma explanação da equipe técnica do INSTITUTO MIND, para convidados, sobre a recente pesquisa poítica-eleitoral realizada em Barra Mansa entre os dias 16 à 18 de maio, encomendada pelo referido diretório, com a realização de 1.000 entrevistas em todos os pontos da cidade. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o nºRJ-00012/2012, em 25.05.2012 e poderá ser divulgada a partir de hoje.
Srgundo fontes absolutamente confiáveis, os resultados reafirmam a enorme rejeição do prefeito Zé Renato.
Para se ter uma noção comparativa, quando se perguntado se o eleitor aprova ou desaprova os governos de Dilma, Sérgio Cabral e Zé, enquanto a presidente ultrapassa os 60% e o governador gira em trono de 45% (mesmo com os recentes escândalos Delta/Cachoeira) e Zé patina com pouco mais de 30%.
Mesmo com a máquina na mão, segundo fontes, na pesquisa estimulada, Zé já figura no terceiro lugar em intenção de votos, seja num cenário de 5 ou até mesmo de apenas quatro candidatos.
Quase 45% declaram que não votariam nele de jeito algum e outros 12% dificilmente votariam nele. Em alguns bairros o índice de rejeição absoluta ao Zé chega a 72%.
Quando o seu governo é avaliado ele atinge apenas 2,4% de ÓTIMO e 17,50% de bom, tendo 80,10% que não avaliam seu governo de forma positiva.
Quando é avaliado por notas de 0 à 10, ele consegue 18,3% de ZERO e apenas 3,6% de 10.
Quando o eleitor é perguntado qual o ponto forte de seu governo, a resposta NENHUM lidera absoluta com 35,5% enquanto o segundo colocado vem apenas com 4,9%.
Quando o eleitor é perguntado qual o ponto mais fraco do governo, as duas mais votadas são SAÚDE com 22,5% e TODOS com 15,1%.
Quanto aos resultados, é importante o eleitor saber que de forma espontânea, ou seja, sem nenhum tipo de indução ou estímulo, 80% da população de Barra Mansa ainda não tem candidato a prefeito válido decidido para votar.
Esses dados são preliminares e certamente serão conferidos amanhã na reunião do PC do B.

DEU NO "O GLOBO".



PERDEU.

Apesar da imprensa escrita da região continuar fazendo "vista grossa" para a condenação da deputada estadual Inês Pandeló, o assunto foi reportado e reproduzido pelo jornal "O GLOBO" em sua edição de hoje, vejam:

O Ministério Público do Rio obteve na Justiça decisão que condena a deputada estadual Maria Inês Pandeló Cerqueira, do Partido dos Trabalhadores (PT), por improbidade administrativa. De acordo com a ação civil pública, ela é acusada de se apropriar de até 68% do subsídio de seus assessores parlamentares. Com a medida judicial, ajuizada pela 7ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Cidadania da Capital, Maria Inês passa a ter seus direitos políticos suspensos por cinco anos e terá que devolver as quantias indevidamente obtida. Em nota, a deputada afirma que seus advogados irão entrar com recurso pedindo a nulidade da sentença por cerceamento de defesa.
- Em preliminar, pediremos a nulidade da sentença, uma vez que a juíza se recusou a ouvir nossas testemunhas e ouviu apenas o denunciante. Essa questão é muito importante, pois as nossas testemunhas comprovam que a denúncia não é verdadeira - disse Glória Dutra, advogada de Inês Pandeló.
No texto do MP, o promotor de Justiça, Rogério Pacheco Alves, descreve depoimentos de assessores que relataram que a parlamentar os obrigava a repassar parte de seus ganhos líquidos para a conta corrente dela. De acordo com ação, o valor seria destinado à manutenção da Casa de Cultura e Cidadania, ao pagamento de assessores nomeados não oficialmente, a gastos com campanhas eleitorais, como a de 2004 para a Prefeitura de Barra Mansa, e para propaganda fora de época da deputada. Segundo o MP, as declarações foram confirmadas por cópias de extratos bancários espontaneamente apresentadas.
O inquérito foi instaurado e ajuizado, em 2010, pela Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Volta Redonda para apurar informações de que a deputada retinha parte do salário de seus assessores em Barra Mansa. Ela alegava que os recursos retidos da folha de pagamento dos funcionários seriam utilizados para o custeio de seu gabinete político e de atividades sociais na Região Sul Fluminense.
— A partir dos fatos acima narrados, tem-se que a conduta da demandada fere inegavelmente os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade e moralidade administrativas, caracterizando, por isso, ato de improbidade administrativa — ressaltou Rogério Pacheco, na ação civil pública.
Após as provas apresentadas pelo MP, a Justiça entendeu que a atitude da parlamentar visava somente ao favorecimento dela própria e que, portanto, houve dano ao patrimônio público. De acordo com a sentença, proferida pela 14ª Vara de Fazenda Pública da Capital, a conduta da parlamentar feriu os princípios de moralidade e legalidade que o cargo exige. Inês Pandeló também está proibida de contratar com o poder público, receber incentivos e benefícios fiscais ou creditícios por cinco anos.
Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/justica-condena-ines-pandelo-por-improbidade-administrativa-5056713#ixzz1wLpSj46z

MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.



30.05.2012.
O GLOBO - DEPUTADA TEM DIREITOS POLÍTICOS SUSPENSOS.
VC- RUA CEDE E IMPEDE PASSAGENS DE ÔNIBUS E CAMINHÕES.
VC- JOVENS 'PULAM CARNIÇA' ENTRE VAGÕES DE TREM.
VC- CASA É FURTADA NO SÃO SILVESTRE.
VC- ADOLESCENTE É DETIDO POR TRÁFICO DE DROGAS.
VC- MULHER É VÍTIMA DE ESTELIONATO COM CARTÃO DE CRÉDITO.
VC- RUA AGUARDA OBRAS E INFRAESTRUTURA.
VC- BUEIRO AFUNDA E EXPÕE PEDESTRES E CONDUTORES DE VEÍCULOS A RISCOS.
DV- POLÍCIA MILITAR APREENDE MENOR E DROGAS NO BAIRRO GETÚLIO VARGAS.
DV- DOIS ACIDENTES ENVOLVENDO MOTOS DEIXAM FERIDOS.
DV- HOMEM É ATROPELADO NA DUTRA.
FR- CARRO CIRCULAVA COM ADESIVO NO LOCAL DE PLACA.
FR- INÊS PANDELÓ É CONDENADA POR IMPROBIDADE.
SSFCOMUNICAÇÃO- INÊS PANDELÓ É CONDENADA POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

terça-feira, 29 de maio de 2012

SENTENÇA NA ÍNTEGRA.



PARA MELHOR COMPREENSÃO DO FATO:

Para quem ainda tem dúvidas da veracidade da postagem anterior, segue a sentença integral da DRA. NEUSA REGINA LARSEN DE ALVARENGA LEITE, Juíza da 14ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro :

Processo nº: 0005979-86.2010.8.19.0001
Tipo do Movimento: Sentença
Descrição: Trata-se de ação civil pública proposta pelo MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO em face do MARIA INÊS PANDELÓ CERQUEIRA, alegando que instaurou inquérito para apurar a veracidade da notícia publicada pelo Jornal local ´Aqui´ de que a ré teria se apropriado de parte dos subsídios de seus assessores parlamentares. Afirma que a conduta fere os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade e moralidade administrativa. Pleiteia a procedência dos pedidos para aplicar à demandada as sanções de reparação dos danos causados ao patrimônio público, suspensão dos direitos políticos por até 10 anos, pagamento de multa em valor a ser fixado pelo juízo e proibição de contratar com o poder público, receber incentivos e benefícios fiscais ou creditícios ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio por até 10 anos e perda da função pública, observado o art. 55 c/c art. 27,§ 1º da CRFB. Decisão, a fls.16, determinando que os réus se manifestassem em 72 horas na forma do disposto no art. 2º da Lei 8437/92. Manifestação da demandada, às fls. 20/28, alegando ausência de ilegalidade em razão da voluntariedade das contribuições e ausência de dolo do agente inexistindo, por conseguinte dano ao erário. Sustenta não ter havido a violação de qualquer princípio constitucional. Petição do Estado a fls.41, informando que no momento se absterá de qualquer manifestação. Petição do Ministério Público às fls.45/49, solicitando o recebimento da petição inicial. Decisão a fls.60, determinando a citação. Contestação às fls.65/79, alegando preliminarmente a necessidade de justa causa para apuração do ilícito administrativo, violação ao princípio da responsabilidade subjetiva e falta de interesse de agir. No mérito, a ausência da ilegalidade, dolo do agente e de violação dos princípios constitucionais. Pleiteia a improcedência dos pedidos. Réplica às fls.83/84, reiterando o teor da petição inicial. Em provas, a demandada requereu a prova pericial e testemunhal (fls. 87/89), e o Ministério Público requereu a testemunhal (fls. 91/93). Decisão saneadora a fls. 98. Petição da demandada a fls.102, informando a interposição de Agravo de instrumento. Oitiva da testemunha arguida no juízo deprecado às fls. 145/147. Petição do Ministério Público às fls.152/159, em alegações finais. Certidão cartorária a fls.161, informando que o Agravo de instrumento foi convertido em retido. Decisão a fls.163, determinando a intimação do Estado para dizer se tem interesse no feito, uma vez que a sua intervenção determina a competência do Juízo. Petição do Estado a fls.169, ratificando os termos de sua petição de fls.41 e informando que se absterá, por ora, de qualquer manifestação nos presentes autos. Decisão a fls.171, declinando a competência deste juízo para uma das varas cíveis da comarca da capital. Petição do Ministério Público a fls.174 informando a interposição de Agravo de instrumento contra a decisão de fls.171, tendo sido liminarmente provido pela e. 1ª Câmara Cível (fls. 190/193) para fixar a competência da Vara de Fazenda. Decisão a fls.195, determinando o cumprimento do v. acórdão e a certificação pelo cartório se a prova oral foi cumprida no Juízo Deprecado. Certidão a fls.196, informando que a prova oral foi cumprida no Juízo Deprecado as fls. 145/147. Manifestação da demandada às fls.203/204, acerca da prova oral colhida. Petição da demandada às fls. 208/210, em alegações finais. Cota do Ministério Público a fls.211, reiterando as alegações finais de fls.154/159. É O RELATÓRIO. DECIDO. Após análise da prova oral de fls.145/146 ficou comprovado que a ré, no exercício da função pública, praticou ato contrário ao princípio da moralidade administrativa. A testemunha é clara ao indicar que parte de seu salário era revertido para a conta corrente de acesso da ré, e a quantia era para benefício da própria requerida. Assim, ficou evidenciado o dano ao patrimônio público. A suspensão dos direitos políticos também deve ser deferida, pois a conduta da ré não se coaduna com a moralidade e legalidade que o cargo exige. A proibição de contratar com o poder público, receber incentivos e benefícios fiscais ou creditícios também deve ser deferida, pois a conduta da ré não se coaduna com os preceitos que devem ser observados em uma relação com o poder público. A perda da função pública não tem mais utilidade jurídica, pois a ré não exerce mais a função de deputada. Os prazos para duração das medidas devem observar a proporcionalidade da medida ao ato praticado. Em face do exposto, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTES OS PEDIDOS para condenar a ré a ressarcir ao erário as verbas retiradas do salário dos assessores, suspender seus direitos políticos por 5 anos, ficando proibida de contratar com o poder público e de receber incentivos e benefícios fiscais e creditícios por 5 anos. Sem custas e honorários advocatícios. P.R.I. Após o trânsito em julgado, dê-se baixa e arquive-se.

É salutar informar que a deputada tem o direito de recorrer à instância superior, e que em face desse dispositivo legal, se habilitaria a manter a candidatura à prefeitura se assim proceder, porém, é inestimável o estrago político que esse ato poderá causar a sua candidatura, isso se a deputada mantiver condições psicológicas e físicas para suportar o imenso desgaste poítico que fato de tamanha gravidade proporciona, se já não bastassem os que ele já carrega ao longo de sua vida pública.

BOMBA-B.O.M.B.A- INÊS CONDENADA.



5 ANOS DE INEGIBILIDADE.

A deputada Maria Inês Pandeló Cerqueira, pré-candidata do PT a prefeita de Barra Mansa, é ré no processo discriminado abaixo:

Processo No 0005979-86.2010.8.19.0001
TJ/RJ - 29/05/2012 17:05:01 - Primeira instância - Distribuído em 12/01/2010
Comarca da Capital 14ª Vara de Fazenda Pública
Cartório da 14ª Vara da Fazenda Pública
Endereço: Av. Erasmo Braga 115 sl. 517, 5º and. L1
Bairro: Centro
Cidade: Rio de Janeiro
Ofício de Registro: 9º Ofício de Registro de Distribuição
Ação: Violação aos Princípios Administrativos / Improbidade Administrativa / Atos Administrativos
Assunto: Violação aos Princípios Administrativos / Improbidade Administrativa / Atos Administrativos
Classe: Ação Civil Pública
Autor MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Réu MARIA INES PANDELO CERQUEIRA
Advogado(s): RJ073146 - LUIZ PAULO DE BARROS CORREIA VIVEIROS DE CASTRO
Tipo do Movimento: Enviado para publicação
Data do expediente: 06/06/2012
Tipo do Movimento: Recebimento
Data de Recebimento: 23/05/2012
Tipo do Movimento: Sentença - Julgado procedente em parte do pedido
Data Sentença: 22/05/2012
Descrição: ...Em face do exposto, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTES OS PEDIDOS...
Documentos Digitados: Despacho/Sentença/Decisão - sem certidão
Tipo do Movimento: Conclusão ao Juiz
Data da conclusão: 09/05/2012
Juiz: NEUSA REGINA LARSEN DE ALVARENGA LEITE
Carta Precatória: 0007069-77.2011.8.19.0007
Processo(s) no Tribunal de Justiça: 0015912-52.2011.8.19.0000
0000718-75.2012.8.19.0000
A referida ação civil pública foi proposta pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, face a uma notícia veiculada no jornal aQui, de que a deputada teria se apropriado de parte dos subsídios de seus assessores parlamentares. O famoso "RACHIDI".

Após análise da prova oral, A JUÍZA NEUSA REGINA LARSEN DE ALVARENGA LEITE, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, entendeu que ficou comprovado que a deputada praticou ato contrário aos princípios da moralidade administrativa, sendo condenada ao ressarcir ao erário as verbas retiradas dos salários dos assessores, SUSPENDER SEUS DIREITOS POLÍTICOS POR 5 ANOS, ficando proibida de contratar com o poder público e de receber incentivos e benefícios fiscais e creditícios por 5 anos.

Não é que o Jonas é bem larguinho?

PESQUISA NA AGULHA (2).



TUCANO VAI ABRIR O BICO.

Independentemente da alta credibilidade do Instituto MIND, que terá uma de suas pesquisas realizadas em Barra Mansa em condições legais de ser publicada a partir de amanhã, o PSDB de Barra Mansa, mesmo ciente que seu candidato é disparadamente o menos conhecido perante o eleitorado entre os postulantes à prefeitura, e por conseguinte, provavelmente o que estaria em pior condição estatística atual, quer prestar um grande serviço ao processo eleitoral em curso. As conversas nas ruas já giram em torno do pleito e cada corrente partidária diz carregar uma pesquisa onde seu candidato gozaria de melhor condição perante os adversários. Para acabar com essa ladainha e mostrar a realidade eleitoral do momento atual, o PSDB ababa de contratar uma pesquisa junto ao Instituto de maior credibilidade do país, o IBOPE, que será previamente registrada na justiça eleitoral e será publicada junto das outras duas já realizadas pelo mesmo Instituto para que o universo político da cidade tenha de fato um instrumento comparativo e amplamente idôneo das tendências do eleitorado do município. Os resultados dessa pesquisa serão disponibilizados para todos e entregues para todos os segmentos da imprensa. Dessa forma será possível analisar a evolução de cada pré-candidatura, crescimentos, potencialidades de votos e rejeições. Também será medido o grau de satisfação do governo atual assim como avaliação sobre a atuação da Câmara de Vereadores, doa a quem doer.

O PSDB de Barra Mansa, que já contribuiu muito com o processo democrático e moralizador da cidade ao apresentar um pré-candidato do quilate e do passado do ex-Juiz Paulo Cosenza, agora se notabiliza por esse gesto que demonstra o real desejo de mudança nas formas arcaicas e retrógradas que comandam as atitudes políticas dessa cidade a alguns anos.

Nada melhor que a verdade ampla, plena, acessível e transparente numa cidade onde a mentira é a tônica do governo municipal.

PESQUISA NA AGULHA (1).



FRITURA GERAL.

O PC do B de Barra Mansa, encomendou perante o INSTITUTO MIND, uma pesquisa político-eleitoral na cidade, com 1000 entrevistas, realizada entre os dias 16 e 18 de maio. A pesquisa foi registrada no TRE sob o nºRJ-00012/2012, e poderá ser divulgada a partir de amanhã. Na quinta-feira o Partido realizará uma explanação, acompanhado de técnicos do Instituto contratado, para melhor compreensão dos presentes. De pronto, segundo fontes confiáveis, só posso adiantar que a rejeição e a reprovação do governo municipal são alarmantes e progressivas. Pelo andar da carruagem, esse mal não nos assolará jamais.

MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.



29.03.2012.
VC- MECÂNICO TEM R$1,2 MIL EM APARELHO DE SOM FURTADOS DE CARRO.
VC- CUIDANDO DA CIDADE E DE VOCÊ?
VC- JOVEM ATROPELADO CONTINUA NA UTI.
VC- MOTORISTA DE 70 ANOS É DETIDO ALCOOLIZADO EM FLORIANO.
VC- MULHER CAI EM GOLPE PELO CELULAR E PERDE R$1,5 MIL.
VC- MOTOCICLISTA BATE EM CARRO NA BARBARÁ E FICA FERIDO.
VC- COLISÃO FRONTAL FERE MOTORISTA.
VC- APOSENTADO TEM R$1,2 MIL FURTADOS EM CAIXA ELETRÔNICO.
DV- POLÍCIA MILITAR APREENDE MENOR E DROGAS NO GETÚLIO VARGAS.
DV- CIDADE REGISTRA DOIS ACIDENTES ENVOLENDO MOTOS.
DV- HOMEM É VÍTIMA DE ESTELIONATO.
DV- LOJA DE ELETRODOMÉSTICOS É INVADIDA.
DV- JOVEM ATROPELADO PERMANECE NO CTI.
FR- MENOR É APREENDIDA COM DROGAS.
FR- ACIDENTE DEIXA MOTOQUEIRO FERIDO NA SÉRGIO BRAGA.
FR- CASAL É ASSALTADO POR DUPLA DE MOTO.
FR- RICARDO ELETRO É FURTADA.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

O FÁCTÓIDE DA HORA (A ESTRATÉGIA DO VIGARISTA).



O ÚLTIMO SUSPIRO DA FÁBRICA DE MENTIRAS.

De acordo com os índices observados em pesquisas realizadas em Barra Mansa, pelos mais diversos institutos e metodologias, uma coisa torna-se inconstestável: A rejeição e a desaprovação do prefeito Zé Renato é a maior já diagnosticada nos últimos anos políticos de Barra Mansa. Os próprios componentes do governo, para quem essas informações são disponibilizadas, sabem disso, mas tentam omitir, o que é natural. Diante desse quadro, e tensos pela tendência apresentada pelo eleitorado, membros de altos escalões do governo dividem-se em dois tipos de postura: uma, veladamente já entregou os pontos e tenta, de todas as formas, mesmo as menos republicanas possíveis, tirar proveito dos meses que restam de poder, e a outra, tenta criar factóides e antecipar o processo de propaganda eleitoral, espalhando boatos otimistas ou pejorativos, de acordo com cada caso. Esta segunda corrente, tão maléfica quanto a primeira, já começou a renovar o assunto do pátio de manobras, dizendo que agora vai, e assim, promovendo atos e propagandas, em conluio com segmentos da imprensa macomunados, que reacendam a esperança do cidadão já tão iludido e enganado com a mesma prosa. Outro factóide que tomará corpo nos próximos dias, especialmente durante a Flumisul, é que uma grande montadora de automóveis se instalará na região, gerando milhares de empregos. Acontece que na sexta-feira, quando o assunto foi ventilado nas bases do governo, o próprio prefeito confessou que não tinha o menor conhecimento dessa possibilidade, mas cara-de-pau como é, não se furtará em tentar tirar proveito dessa suposição, mesmo que totalmente fictícia e sem nenhum incentivo fiscal proposto por ele. Outro expediente dessa corrente desesperada será novamente denegrir a imagem dos adversários, para que como no último pleito, todos sejam rotulados como do "MAL", sobrando-lhes casuísticamente a imagem do "BEM". A população esclarecida de Barra Mansa hoje sabe muito "BEM" que "BEM" que eles são.

Mas voltando ao assunto da montadora, a história é de que a RENAULT, multinacional automobilística francesa, construiria uma fábrica em Barra Mansa, mais precisamente numa fazenda da família Moreira, no final do Moinho de Vento. Mesmo que a história tenha procedência, e não tem, vale lembrar aos criadores do fato, que o local mencionado é muito mais próximo de Volta Redonda, e dista de Piraí o mesmo percurso quilométrico de Barra Mansa, sendo assim, nem essa vantagem Barra Mansa teria na geração de empregos.

Na ânsia de tentar permanecer no poder, membros do governo tentarão de todas as formas novamente ludibriar o cidadão/eleitor e provavelmente a FLUMISUL será o palco inicial e principal dessa máquina de mentiras que o governo utiliza para fins egocêntricos, inconfessáveis, escusos e levianos.

A única fábrica que essa administração tem capacidade de criar é fábrica de factóides covardes e escabrosos. Mas se depender de nós e da população consciente, ela não produzirá mais nada nessa cidade a partir de 2013.

MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.



FDS 26 À 28.05.2012.
VC- CARRETA TOMBA SOBRE LINHA FÉRREA NO DISTRITO DE FLORIANO.
VC- POLICIAIS MILITARES APREENDEM TRÊS MIL DVDs E CDs PIRATAS.
VC- HOMEM ATROPELADO NO SÃO PEDRO CONTINUA INTERNADO.
VC- CARRO É FURTADO.
VC- DESCASO E MÁ ADMINISTRAÇÃO.
DV- PM PRENDE APONTADORES DE JOGO DO BICHO.
DV- ASSALTOS SÃO REGISTRADOS NA PONTE DOS ARCOS E NA PASSARELA.
DV- JOVEM FICA FERIDO AO SER ATROPELADO.
DV- HOMEM DE 71 ANOS É PRESO SUSPEITO DE EMBRIAGUEZ AO VOLANTE.
DV- CARRETA CAI EM RIBANCEIRA NA DUTRA.
FR- MOTORISTA EMBRIAGADO É PRESO EM FLORIANO.
FR- HOMEM ASSALTA JOVEM.
FR- MULHER É ASSALTADA NA PONTE DOS ARCOS.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

PREFEITO VETA PROJETO PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS.

EM 07 DE OUTUBRO, VAMOS VETAR O ZÉ. PELO MENOS ISSO NÓS PODEMOS.
O Prefeito de Barra Mansa é uma nulidade plena, mas quando se trata de retaliação poítica barata e rancorosa, mesmo em detrimento de quem mais precisa, ele é muito ágil. Zé Renato acaba de vetar mais um projeto do vereador Marcelo Borges. A iniciativa legislativa do vereador solicitava a criação, ampliação, reforma ou remodelação de adaptação para remover barreiras e propiciar acessibilidade ao meio físico às pessoas com deficiência. Segundo Marcelo, o Brasil possui mais de 24,5 milhões de portadores de necessidades especiais. Muitas cidades já abraçaram essa idéia e Barra Mansa não tem estrutura para proporcionar qualidade de vida a essas pessoas que já tem tanta dificuldade. Devido a esses fatores, Marcelo criou um projeto para adaptar calçadas, ruas e acessos a locais públicos em geral.
O projeto de lei foi vetado pelo prefeito de Barra Mansa e sua razão é de que há um contraste com os dispositivos da constituição e legislação federal, que diz que não há previsão para atuação municipal, sendo assim de competência da União, Estados e Distrito Federal.
De acordo com a Coordenadoria Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência – CORDE, órgão de assessoria da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, nas últimas décadas, na arquitetura e urbanismo a acessibilidade tem sido uma preocupação constante. Sendo assim, a coordenadoria solicitou mais informações sobre a observância de tais recomendações dessas normas técnicas.
O projeto tinha como premissa oferecer uma vida mais justa e digna aos portadores de necessidades especiais, evitando que obras como a da calçada perto da Praça da Liberdade, que está há mais de um ano em andamento e ainda assim, desnivelada e sem acessibilidade.

O papel do vereador é fiscalizar e legislar, e temos que reconhecer que Marcelo tenta cumprir a sua função, mas com um prefeito como o Zé Renato, não há Câmara Municipal nem herói que dê jeito, pois as ações legislativas são totalmente cerceadas por essa administração escandalosa que assola Barra Mansa.

TODA SEX......TA. TOP 10. SEMANA 22. 2012.



















MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.



25.05.2012.

VC- MÁ IMPRESSÃO. DEPUTADA LAMENTA QUE FLUMISUL NÃO SEJA MAIS UMA FEIRA INTERNACIONAL.

VC- PALANQUE ELEITORAL. PÁTIO DE MANOBRAS.

VC- MULHER É ROUBADA NA PONTE DOS ARCOS.

VC- HOMEM ROUBA MULHER NA PASSARELA DA LINHA FÉRREA.

VC- MOTOCICLISTA ENTRA NA CONTRAMÃO E CAUSA ACIDENTE.

VC- MOTOCICLISTA EM FUGA ATROPELA DUAS ADOLESCENTES.

VC- MULHER REGISTRA DESAPARECIMENTO DE COMPANHEIRO.

VC- MECÃNICO TEM R$1.200 EM APARELHOS DE SOM FURTADOS DE CARRO.

DV- PACIÊNCIA NO TRÂNSITO.

DV- CDL JOVEM PROTESTA CONTRA CARGA TRIBUTÁRIA.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

NOVOS CABOS PARA O "BEM".



NOVOS PASSAGEIROS DO "TREM" BÃO.

Novos contratos efetuados pela prefeitura de Barra Mansa com pessoas físicas, sem concurso ou licitação, publicados na edição 633 do 'NOTÍCIA OFICIAL":

FMAS 038/12 HEVELINE FERREIRA DA SILVA - supervisor técnico para o BOLSA FAMÍLIA - valor: R$7.920,00.

FMAS 039/12 ANGELA MARIA DE CARVALHO OLIVEIRA - instrutora de artesanato para atender ao CRAS - valor: R$4.800,00.

FMAS 040/12 LUCIANA MARTINS DE ABREU - orientadora social para o PRÓ JOVEM - valor: R$7.200,00.

FMAS 041/12 ALDEMIR DA SILVA - orientador social para o PRÓ JOVEM - valor: R$7.200,00.

FMAS 042/12 DAGOBERTO BARBOSA DA SILVA - orientador social para o PRÓ JOVEM - valor: R$7.200,00.

FMAS 043/2012 MAYARA CRISTINA NUNES GARCIA SALGADO - orientador social ara o PRÓ JOVEM - valor: R$7.200,00.

PMBM 074/2012 ALTAIR JOAQUIM DE ALMEIDA - treinamento técnico da equipe de Futsal de Barra Mansa na copa Tv Rio Sul e jogos abertos do interior - valor: R$5.500,00.

FMAS 106/11 LORRANI FREITAS SOUZA - monitora de educação física para o SEGUNTO TEMPO - valor: R$4.950,00.

FMAS 134/11 THAENNE MARA DIAS CORREA - monitora de atividades complementares para o SEGUNDO TEMPO - valor: R$4.500,00.

FMAS 128/10 LUIS ANTÔNIO VIEIRA DE ALMEIDA - coordenadoria de núcleo para o SEGUNDO TEMPO - valor: R$7.200,00.

FMAS 129/10 KARLA A. DO NASCIMENTO - coordenadoria de núcleo para o SEGUNDO TEMPO - valor: R$7.200,00.

Os prazos dos contrato são meticulosamente calculados para que não se ultrapasse o valor de R$8.000,00, em flagrante e notória burla à Lei 8.666/93, que rege as licitações e contratos no território nacional brasileiro.

JUSTIÇA SEJA FEITA.



DNA DE MÉRITO.

A Coluna "Notas & Notas", do jornal "A Voz da Cidade", de forma muito apropriada e feliz, fez um registro digno de reprodução na sua edição de hoje. Na reinstalação do Núcleo de Atendimento à Mulher (Nuam), em Barra Mansa, alguns "políticos" da cidade, entre eles o omisso Zé Renato, na absoluta falta de serviços prestados que justifiquem os votos que lhes foram cencedidos, posaram de "papagaios de pirata" querendo tirar uma "casquinha" da paternidade da benfeitoria altamente necessária, porém quem lutou bravamente e de fato para esse resgate, através de várias reuniões promovidas e debates realizados, foi a ilustre presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e de Prestadores de serviços de Barra Mansa (ACIAP-BM), Sra. Carla Caravieri, com a posterior adesão da presidente do CDL, Sra. Juliana Rolim e da deputada Inês Pandeló.

Parabéns a ACIAP, em especial à jovem empresária Carla, e parabéns ao jornal pelo importante e justo registro.

REGRAS DE TRÂNSITO.









NOVAS REGRAS:
A carteira só pode ser renovada durante o prazo de no máximo 30 dias após o vencimento da mesma. Após este prazo, a carteira é cancelada automaticamente, e o condutor será obrigado a prestar todos os exames novamente: psicotécnico, legislação e de rua, igualzinho a uma pessoa que nunca tirou carteira.
Esta lei não foi divulgada , e muitas pessoas vão perder a suas carteiras de habilitação e terão de repetir todos os exames. Fiquem atentos quanto ao vencimento de sua CNH.
Fora a multa, para tirar novamente a CNH fica por volta de R$1.200,00 e leva + ou - de 2 a 3 meses.
As mudanças começaram a valer no dia 1º de JAN de 2012. Serão incluídos novos conteúdos, além de uma nova carga horária.
O Diário Oficial da União (DOU) publicou (22/11/2009) uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que altera as regras para quem vai tirar a carteira de motorista. Entre as mudanças está a carga horária do curso teórico que vai passar de 30 para 45 horas aula e a do prático, de 15 para 20 horas aula. Serão incluídos novos conteúdos.
ALÉM DISSO: Providenciar com urgência a retirada do plástico do extintor. Mais uma regulamentação sem a devida divulgação! O extintor de fogo obrigatório do carro tem que estar livre do plástico que acompanha a embalagem.
Se um policial rodoviário parar seu carro e verificar que o extintor está protegido pelo saco plástico, ele vai te autuar – 5 pontos na carteira e mais R$ 127,50.

MANCHETES DE UMA BARRA (PESADA) MANSA.



24.05.2012.
VC- MÁ IMPRESSÃO. OBRAS INACABADAS DEIXAM BAIRROS COM ASPECTO HORRÍVEL.
VC- GINÁSIO ESPORTIVO É DEPREDADO NO SAO SEBASTIÃO.
DV- 'OPERAÇÃO GRANDE PORTE PRENDE TRÊS PESSOAS POR TRÁFICO DE ENTORPECENTES, PORTE DE DROGAS E JOGO DO BICHO.
DV- ANIMAIS NA RUA.
DV- TRÊS PRESOS E 17 VEÍCULOS APREENDIDOS.
DV- HOMEM FICA FERIDO AO CAIR DENTRO DE ÔNIBUS.
DV- OBRA CONGESTIONA TRÂNSITO NA DUTRA.
DV- HOMEM E MULHER SÃO DETIDOS COM CRACK DENTRO DE ÔNIBUS.
FR- APARELHOS SÃO FURTADOS DO CENTRO DO IDOSO.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

QUESTÃO DE ORDEM. ORDEM DE PREFERÊNCIA.



QUAL A SUA ORDEM DE PREFERÊNCIA (DECRESCENTE) ENTRE OS CANDIDATOS A PREFEITO DE BARRA MANSA?
Caminhando tudo como está, conforme prevíamos, teremos provavelmente quatro candidatos a prefeito de Barra Mansa no próximo pleito: Inês Pandeló (PT), Jonas Marins (PC do B), Paulo Cosenza (PSDB) e Zé Renato (PMDB). A campanha promete ser quente e acirrada e a cada dia o asunto vai tomando corpo nas esquinas da cidade e nas conversas de grupos. Diante desse quadro, queremos perguntar nessa enquete próxima, qual a ordem de preferência de voto de nossos leitores eleitores de Barra Mansa, considerando-se os quatro postulantes. Recomendamos que o votante escolha, em ordem, o nome de sua preferência, depois um outro nome caso o primeiro escolhido não fosse candidato, após isso, uma terceira opção entre os dois remanescentes e por último, aquele que seria o menos indicado para conquisstar o voto.
Sendo assim, para efeito da enquete os nomes em ordem alfabética terão a seguinte denominção nas opções:
Inês Pandeló:INES; Jonas Marins:JONAS;
Paulo Cosenza:PAULO; Zé Renato:ZE.
Matematicamente serão oferecidas as seguintes 24 opções:
INES - JONAS - PAULO - ZE.
INES - JONAS - ZE - PAULO.
INES - PAULO - JONAS - ZE.
INES - PAULO - ZE - JONAS.
INES - JONAS - PAULO - ZE.
INES - JONAS - ZE - PAULO.
JONAS - INES - PAULO - ZE.
JONAS - INES - ZE - PAULO.
JONAS - PAULO - INES - ZE.
JONAS - PAULO - ZE - INES.
JONAS - ZE - INES - PAULO.
JONAS - ZE - PAULO - INES.
PAULO - INES - JONAS - ZE.
PAULO - INES - ZE - JONAS.
PAULO - JONAS - INES - ZE.
PAULO - JONAS - ZE - INES.
PAULO - ZE - INES - JONAS.
PAULO - ZE - JONAS - INES.
ZE - INES - JONAS - PAULO.
ZE - INES - PAULO - JONAS.
ZE - JONAS - INES - PAULO.
ZE - JONAS - PAULO - INES.
ZE - PAULO - INES - JONAS.
ZE - PAULO - JONAS - INES.

Alertamos aos nossos leitores que não estamos perguntando qual a ordem de resultado na eleição, mas sim e somente, a ordem de preferência de cada um.

Espero que todos tenham compreendido e que participem democraticamente de nossa enquete.
A enquete já está disponível no canto direito superior de nosso Blog.
Muito Obrigado.

REPROVAÇÃO GERAL.



VICE, UMA IMAGEM RUIM QUE QUEIMA O FILME.

Na nossa última enquete, tentamos avaliar entre os nossos leitores residentes em Barra Mansa, quais seriam os impactos positivos e negativos, nas supostas indicações de alguns nomes para comporem chapa como vice-prefeito nas próximas eleições em Barra Mansa, e o resultado extratificado foi o seguinte:

WALMIRO FABIANO FILHO (+25%) (-35%) = -10%

BRUNO MARINE (+19%) (-43%) = -24%

TAINHA (+13%) (-42%) = -29%

TUCA (+13%) (-43%) = -30%

RUTH COUTINHO (+21%) (-52%) = -31%

ZÉ DO CARMO (+12%) (-59%) = -37%

UÉSLEI DA FARMÁCIA (+10%) (-51%) = -41%

SÉRGO ROCHA (+7%) (-52%) = -45%

RODRIGO DRABLE (+15%) (-65%) = -50%

SÔNIA COUTINHO (+11%) (-67%) = -56%

TÃNIA BRASIL (+16%) (-73%) = -57%

JACKSON AMERICK (+6%) (-67%) = -61%

ADEMIR MELO (+7%) (-85%) = -78%

Depois de liberarmos a enquete, apareceram no cenário outras suposições como Claudio Porto, Mazzaropi e Luzia Melchiades, assim como temos convicção de que Tânia Brasil, Rodrigo Drable, Zé do Carmo, Sérgio Rocha, Ademir Melo e Jackson Emerick, certamente não estarão nesse rol por motivos variados, mas o que nos importava no momento era medir o impacto dos nomes citados.

Mesmo considerando-se que nossas enquetes não tem valor científico nem validade estatística confiável, os resultados da enquete comprovam uma máxima que reitero a muitos anos na política de Barra Mansa: VICE NÃO GANHA A ELEIÇÃO, APENAS AJUDA A PERDER. Digo isso, pois é muito raro perceber, em Barra Mansa ou cidades de médio porte, um eleitor votar num candidato simplesmente por causa do seu vice, mas conheço milhares de deixam de votar pelo mesmo motivo, isto posto, reitero que um bom vice é aquele pouco conhecido, mas com baixíssima rejeição. Se não fosse assim, Luiz Amaral não teria ganho com Claudio Meirelles e Oswaldo Porto, Inês não teria ganho com Darquinho, Roosevelt não teria ganho com Arnaldo Borges, Ismael não teria ganho com Nilson Carreiro e assim por diante, ao passo que as junções de Marcello/Ricardo Maciel, Ismael/Moacyr, Inês/Ismael, Ademir Melo/Nader, todas deram n'água mesmo saindo na frente de todas as pesquisas.

Para finalizar, espero que não seja esse assunto (vice) que paute a tônica das eleições de Barra Mansa, pois é preciso que a população lembre que nesses 180 anos de história da cidade, vice-prefeito nunca apitou absolutamente nada, quando muito indica (mal) uma irmã para secretária de Educação e o resultado todos nós sabemos qual é.

Resumo da ópera: TODOS FORAM REPROVADOS. Vice bom só o Vasco.

ZÉJEIÇÃO.


PULANDO PRO MATO.
Já são quatro, os vereadores de Barra Mansa da base de sustentação do prefeito Zé Renato, que confidenciaram a amigos mais próximos a real possibilidade de não se candidatarem à reeleição. O motivo velado seria o medo de serem atingidos pela notória rejeição do Zé em suas bases eleitorais. Os "santinhos" de propaganda eleitoral com as imagens associadas dos vereadores com o pedido de renovação de mandato do prefeito podem causar estragos imensuráveis nas candidaturas dos edis. Outro fato que pode estar fazendo essa hipóetese ser ventilada na cabeça dos vereadores são as numerosas obras prometidas e não realizadas, que estariam provocando imensos desgastes nos ninhos de votos de vários legisladores do município. Já é opinião genralizada e consumada nos corredores do Poder Legislativo que a população não se deixará engabelar a renovação de promessas em flagrante contraponto com raríssimas atitudes.

SAÚDE EM BARRA MANSA. LITERALMENTE UM CASO DE FURTO.



TIRANDO POUCO DE QUEM NADA TEM.

Notícias dos sites jornalisticos da região nos dão conta que aparelhos de fisioterapia e uma bomba hidráulica foram furtadas do Centro do Idoso que funciona no bairro Ano Bom em Barra Mansa. Esse ato retrata com fidelidade o descaso que os idosos e a saúde pública em Barra Mansa sao tratados. Existem dezenas de órgãos e departamentos do Poder Público em Barra Mansa que são apenas peças figurativas e cabides de emprego, além de atalhos para favorecimentos de apadrinhados e fontes de cooptações de votos para apaniguados. O governo federal até que faz a sua parte, desenvolvendo projetos assistenciais e oferecendo verbas para seus desenvolvimentos e manutenções, mas a ganância e a incompetência impedem que os resultados alcançados sejam os almejados.

Até hoje não entendo como não foi colocado um posto de vacinação contra a gripe nesse Centro do Idoso, visto que é notório que que são os idosos o "público alvo" da campanha nacional. Por essa falta mínima de capacidade e comprometimento com o bem estar social, centenas de idosos que residem nas imediações do bairro Ano Bom, vários com sérias dificuldades de locomoção, são obrigados a se encaminhar ao centro da cidade, onde também não são atendidos a contento.

Querer que a saúde pública de Barra Mansa seja enxergada com olhos profissionais e benemerentes é uma utopia enquanto durar esse governo vergonhoso.

A saúde de Barra Mansa tem outras prioridades, como desvios de verbas, congressos turísticos, adultérios e outras sacanagens.

Não é a toa que vira-e-mexe sai uma "porra"da por lá.

REDES SOCIAIS X XUXA.



ECO DE VOZES CONTRA A DITADURA DA MANIPULAÇÃO "GLOBAL" DE COSTUMES.

A nossa postagem 'XUXA, ESTRANHA XUXA", foi reproduzida no FACEBOOK, e conta até o momento com 59 compartilhamentos, sendo espalhada para todo o Brasil, já atingido uma estimativa de mais de 50.000 leituras na rede social. É bom saber que opiniões divergentes da máquina manipuladora da Rede Globo encontram ouvidos país afora.

Se você puder, e me der a honra de adicionar, nosso endereço no FB é www.facebook.com/juliocesar.fialhoesteves.

Será um prazer tê-los como amigos nessa frenética rede social, que além de passatempo, também, vez ou outra, serve como fórum de sérias discussões e críticas sociais.