quarta-feira, 30 de junho de 2010

DÚVIDA

SEGUNDO PODEMOS ENTEDER PELAS DUAS ÚLTIMAS POSTAGENS, BARRA MANSA ESTÁ TIRANDO DAS RUAS ESTUDANTES CREDENCIADOS PELO CENTRO INTEGRADO EMPRESA ESCOLA, PARA COLOCAR GUARDAS MUNICIPAIS ARMADOS.
QUEM É DO BEM? QUEM É DO MAL?

O QUE VOCÊ ACHA DISSO 2?

GUARDA MUNICIPAL DE BARRA MANSA PODERÁ PORTAR ARMA.
TRANSCRITO FIELMENTE DO SITE DO DIÁRIO DO VALE.
Foi assinado hoje(30), na Superintendência da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro, um convênio que regulariza e autoriza a Guarda Municipal a possuir porte de arma (DESTAQUE NOSSO). Durante a assinatura, estiveram presentes o prefeito Zé Renato, acompanhado do comandante da Guarda Municipal (GM), Carlos Natanael Geremias, e do gestor de Segurança Pública do município, Jefferson Mamede.
A Guarda Municipal de Barra Mansa será a primeira do Estado do Rio de Janeiro autorizada para o porte de arma não-letais e apenas em casos extremos de risco à população e ao guarda municipal será usado outro procedimento.
Para a realização deste convênio, uma série de exigências foram cumpridas ao longo de um ano, além da visita de policiais federais para vistoriar as instalações da Guarda Municipal. Foram realizadas capacitações e aplicação de testes psicotécnicos e de tiro.
Cerca de 137 guardas municipais passaram pelos testes e a expectativa é de que o uso do equipamento será iniciado na primeira quinzena de julho, uma vez que o município já o possui.
VOCÊ ACHA QUE A GUARDA MUNICIPAL DE BARRA MANSA TEM O PREPARO PSICOLÓGICO NECESSÁRIO PARA PORTAR ARMAS?

O QUE VOCÊ ACHA DISSO?

TRANSCRITO FIELMENTE
DO SITE DO DIÁRIO DO VALE.
Controladores: Exigência do Ministério do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho retirou estagiários do Estacionamento Rotativo
Atendendo a uma exigência do Ministério do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho, hoje foi o último dia em que os estacionamentos rotativos foram controlados por estagiários em Barra Mansa. De acordo com o Consultor Jurídico e Corregedor Geral do município, Ronaldo Barbosa, assim que notificada, a Prefeitura rescindiu o contrato com o Ciee (Centro de Integração Empresa Escola). "O Ministério do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho entenderam que o cargo de controlador não condiz com a condição de estagiário e por isso, prontamente, a Prefeitura atendeu as exigências", explicou Barbosa.
A partir de hoje, os tíquetes do Estacionamento Rotativo poderão ser adquiridos em lojas no comércio local, por meio de uma parceria firmada entre a Aciap-BM (Associação Comercial Industrial Agro-Pastoril e Prestadora de Serviços de Barra Mansa) e a prefeitura, e a fiscalização será feita por guardas municipais. De acordo com a Aciap, 100% dos lojistas aprovaram a mudança e 75% deles aderiram, participando da venda dos tíquetes. Segundo o presidente da entidade, José Francisco, o principal benefício para os comerciantes será a oportunidade de mostrar o interior de sua loja, com suas mercadorias e características, a um potencial cliente, que entrou apenas com o objetivo de comprar o tíquete. "Além disso, existe também a facilidade de criação de promoções e cortesias para os clientes, uma vez que o comerciante administra seus talões de estacionamento", explicou.
De acordo com o prefeito Zé Renato (PMDB), a opção de colocar estagiários fazendo o trabalho de controlador era de cunho social. "Em vez de parquímetros nós fizemos a opção pelos controladores para oportunizar aos jovens a experiência profissional, além da geração de renda. Com essa nova exigência, vamos nos adequar", disse.O gestor de Segurança Pública do município, Jefferson Mamede, disse que os 76 jovens que serão dispensados deixarão o currículo para possíveis encaminhamentos posteriores a empresas e outras instituições que precisarem de indicação por parte da prefeitura. Além disso, o gestor explicou que os valores do estacionamento não mudarão, continuando da seguinte forma: R$ 0,25 (1 a 15 min), R$ 0,50 (16 a 30 min) e R$ 1 (1 hora).
Entre as vantagens dessa mudança, o usuário poderá adquirir seu tíquete com antecedência, não necessitando esperar a presença do controlador e ele mesmo fará a marcação do horário. O comandante da Guarda Municipal, Carlos Natanael Geremias, explicou que o limite da permanência no local não será alterado. "É válido lembrar que o tempo máximo de permanência na mesma vaga, que é de duas horas, não será modificado, para que mais pessoas possam utilizar o estacionamento", disse.
O QUE VOCÊ ACHA DISSO?

BALANÇO GERAL.


BLOGOSFERA REGIONAL EM NÚMEROS.

Aproveitamos o final deste primeiro semestre de 2.010, para, pegando carona na nossa enquete, darmos uma viajada nos blogs sócio-político regionais, e apesar de sermos um dos caçulinhas na blogosfera e termos um contador que vira-e-mexe fica parado e chega a ficar uma semana inteira sem funcionar, atingimos marcas até mesmo surpreendentes.

Colhemos, nos 25 blogs pesquisados, dentre os dados disponibilizados, os seguintes rankings:

Blogs mais acessados:
1º BLOG DO JULINHO 17.179 acessos
2º ESTAÇÃO BM 16.264 acessos
3º TABLÓIDE FLUMINENSE 13.457 acessos
4º BLOG DO CAMPBELL 12.752 acessos DADO ERRADO. O BLOG DO CAMPBELL NÃO DISPONIBILIZA CONTADOR. O NÚMERO MENCIONADO É DE SEGUIDORES NO TWITTER. LAMENTAMOS O EQUÍVOCO.
5º BLOG DO CAFÉ NO BULE 9.015 acessos
6º BLOG DA GIOVANA DAMASCENO 8.385 acessos
7º JOÃO BATISTA NA TV 5.885 acessos
8º BLOG DO NABO 2.614 acessos
9º BLOG DO JORGE VINÍCIUS 1.963 acessos
10º BLOG DA RUTINHA 552 acessos.

Quando se analisa a média de acessos por mês, considerando-se as datas de fundação dos blogs, os resultados ficam ainda mais expressivos:
1º BLOG DO JULINHO 2.147 acessos por mês
2º ESTAÇÃO BM 1.479 acessos por mês
3º BLOG DO CAFÉ NO BULE 1.127 acessos por mês.
4º JOÃO BATISTA NA TV 1.177 acessos por mês.
5º TABLÓIDE FLUMINENSE 1.121 acessos por mês.
6º BLOG DO CAMPBELL 750 acessos por mês. DADO ERRADO. O BLOG DO CAMPBELL NÃO DISPONIBILIZA CONTADOR PARA VISITANTES. O NÚMERO EM QUE SE BASEOU A POSTAGEM FOI DE SEGUIDORES NO TWITTER. LAMENTAMOS O EQUÍVOCO.
7º BLOG DA GIOVANA DAMASCENO 299 acessos por mês.
8º BLOG DO JORGE VINÍCIUS 245 acessos por mês.
9º BLOG DA RUTINHA 184 acessos por mês.
10º BLOG DO NABO 109 acessos por mês.

Analisando o número de postagens efetuadas, os números apurados, entre os disponibilizados são os seguintes (10 maiores):
1º BOTAS DE JUDAS 1.990 postagens
2º BOTECOS DO VALE DO CAFÉ 1.756 postagens
3º BLOG DO CAMPBELL 906 postagens
4º BLOG DO RODRIGO 840 postagens
5º BLOG DO JULINHO 801 postagens
6º BLOG DO LENADRO MANES DUQUE 633 postagens
7º ESTAÇÃO BM 317 postagens
8º BLOG DA GIOVANA DAMASCENO 305 postagens
9º BLOG DO CAFÉ NO BULE 232 postagens
10º TABLÓIDE FLUMINENSE 209 postagens

Porém, fazendo a média de postagens mensais baseando-se na data de criação, temos os seguintes resultados:
1º BOTAS DE JUDAS 105 postagens/mês.
2º BLOG DO JULINHO 100 postagens/mês.
3º BOTECOS DO VALE DO CAFÉ 98 postagens/mês.
4º BLOG DO RODRIGO 56 postagens/mês.
5º B LOG DO CAMPBELL 53 postagens/mês.
6º BLOG DO LEANDCRO MANES DUQUE 30 postagens/mês
7º ESTAÇÃO BM 29 postagens/mês
8º BLOG DO CAFÉ NO BULE 29 postagens/mês
9º BLOG DA GIOVANA DAMASCENO 11 postagens/mês
10º TABLÓIDE FLUMINENSE 9 postagens/mês

Ressalte-se que em número de linhas escritas somos os primeiros, assim como em linhas escritas de textos de criação própria, com ampla vantagem sobre todos os demais.

Porém, em número de seguidores, ainda estamos engatinhando perto dos companheiros blogueiros:
1º BLOG DO CAMPBELL 420
2º BLOG DO GIOVANI MIGUEZ 90
3º BLOG DA GIOVANA DAMASCENO 48
4º ESTAÇÃO BM 47
5º TABLÓIDE FLUMINENSE 45
6º BLOG DO JULINHO 26
BLOG DO JORGE VINÍCIUS 26
8º BLOG DO LEANDRO MANES DUQUE 22
9º BOTECOS DO VALE DO CAFÉ 19
BLOG RESENDE 19

Portanto, caros amigos, se quiserem me dar a honra de tornarem-se seguidores no nosso blog, minha gratidão será sincera.

Além dos blogs mencionados entre os 10 primeiros nas modalidades acima, também foram consultados os blogs do Ademir Melo, da Juventude BM, do Sérgio Boechat, VR em Foco, Resende Afora, do Maurício Pessoa e do Walmir Vitor.
Em vários blogs não encontramos dados para realizarmos os levantamentos, visto que não se encontram disponibilizados para os visitantes.

Obrigado, turma do “BEM”.
Sem vocês não conseguiríamos tanto êxito.
Pelo menos para alguma coisa vocês servem.

Mas para os visitantes de fé, que nos dão a honra de dar atenção para os nossos pontos de vista, geralmente polêmicos, muito obrigado.



terça-feira, 29 de junho de 2010

GASTOU, BEM?

A FOGUEIRA DO ZÉ DA MALA.
Balancete de maio nas mãos, vamos ver onde a prefeitura de Barra Mansa gastou o nosso suado dinheirinho. Vamos lá, vejamos....puxa...as empresas de fora continuam em alta com os manda-chuvas da cidade. Continuamos colaborando sobremaneira com o desenvolvimento de outros municípios e estados; TIPLAN (RIO) 31.800,00, PORTO REAL TRANSPORTES (PORTO REAL) 22.900,00, INVESTIPLAN (RIO) 33.500,00, JMS CONSTRUTORA (SÃO PAULO) 16.900,00, ENGEBRÁS (OSASCO) 34.600,00, HOT LINE (GUARULHOS) 64.000,00, SOLAR AUDINFO (V. REDONDA) 11.900,00, DELTATEC (QUATIS) 16.500,00 , MANUFORM PAPELARIA (RIO) 77.700,00, DECORLINE (SÃO PAULO) 56.800,00, V. TEMPONI (V.REDONDA) 11.200,00, RB NEWS (SÃO PAULO) 25.400,00, IVINS (A DO PETROBONUS) 92.200,00, PAULA DE RESENDE AUTOMÓVEIS (JUIZ DE FORA) 24.300,00, DAISY PARTNESS (NESTLÉ) 47.600,00, INOVA (TRES CORAÇÕES) 30.000,00, e por aí afora.
A Construtora TERRACOTA (V. REDONDA) beliscou R$194.807,90 este mês. E a sua vizinha OBR, também da Cidade do Aço, abocanhou outros R$205.103,70.
A CIA BRAS. DE SOLUÇÕES E OBRAS DE DE SÃO PAULO, levou exatos R$346.234,90. Só na gestão do Zé Mala da Anunciação, essa empresa já levou mais de R$4.700.000,00 de Barra Mansa.
Mas vocês não acham que a NUTRI de Piracicaba ficou de mãos abanando, né? Não, não ficou. Ela levou a bolada (só da PMBM, sem as autarquias) de R$465.745,60. Na gestão do Zé Mala ela já embolsou MAIS DE SETE MILHÕES DE REAIS. Isso sem contar com a outra empresa consorciada VIDA MAIS (Piracicaba) que levou este mês mais 32.500,00.
E a querida parceira IMPRENSA ficou esquecida??? Imagina...Gastamos mais de R$250.000,00 em publicidade, propaganda e imprensa. Só com a Intermídia (Peça O’Hara) foram R$121.678,40. Não faltará grana na campanha do pachá. Falta é moral.
A Rádio Energia do deputado Albertassi levou R$5.000,00 (tá sem prestígio heim, deputado???), porém o tio Bolinha Feres Nader, levou para suas empresas a polpuda mesada de R$54.000,00 este mês, afinal o pachá tem que falar em todos os programas radiofônicos, assim como na Rádio do Comércio, do Peninha, que levou consideráveis R$23.000,00 para aplaudir a turma do “bem”.
Aurélio, o que houve, só R$1.897,50 para o Diário Oficial, digo, Diário do Vale???? Xiii, vem umas porradinhas por aí, só para melhorar o “relacionamento”. Briguinha de amor aquece a relação. Mas o AQUI não ficou em segundo plano, e ganhou R$10.710,00. Mas teve também R$3.360,00 para a Folha do Interior, R$1.924,00 para a Empresa Jornalística Volta Redonda, R$2.752,00 para a F.Lopes Publicidade, R$1.000,00 para uma tal de Bela Vista, R$7.700,00 para a Lance Vídeo e outros R$1.000,00 para a Rádio Agulhas Negras.
Vocês que recebem a Voz da Cidade, perceberam a mudança de discurso do jornal, não é? Pois é. Fotos do pachá, elogios ao invés de críticas, afagos e carinhos. Não foi à toa, pois valeram, este mês, R$16.848,00. Ih., Aurélio, tá confirmada a galhada na testa. Abre o olho, cão pelado!
Mas não foram só os gastos com publicidade e empresas de fora que nos deixaram perplexos com a irresponsabilidade que reina na administração do “bem”. Nada contra o projeto Música nas Escolas nem com as bandinhas que vão aprender a tocar e não poderão se apresentar em Barra Mansa, a não ser em favor dos seus administradores, mas gastar mais R$318.000,00 com a ONG que faz ponte para a Instituição e mais R$126.000 em instrumentos só este mês, é coisa para cidade rica e sem problemas na saúde, na educação, no funcionalismo e na urbanização. E olhem que R$94.000,00 de instrumentos foram comprados de uma empresa de Goiânia-GO, chamada RORIZ INSTRUMENTOS MUSICAIS. Terá alguma ligação com Joaquim Roriz? À pesquisar.
R$500.000,00 foram doados para a Associação de Produtores Rurais de Amparo, provavelmente para serem gastos na Exposição. O estranho é que o ingresso foi gratuito mas a PMBM pagou R$14.000,00 para a empresa INGRESSO TOTAL, do Rio, que comercializa a tecnologia da venda de ingressos. Mas aqui, tudo é possível.
O Barra Mansa Futebol Clube, que está na terceira divisão de futebol do estado do Rio recebeu mais um carinho de R$133.650,00, este mês. Professor, você acha que este investimento é válido?
Mas Barra Mansa não vive só de futebol fracassado, temos também a nobre ASSOCIAÇÃO ABADÁ-CAPOEIRA DE BARRA MANSA que ganhou a ajuda de R$21.100,00. Deve ser para comprar berimbau na RORIZ.
Aquela empresa gráfica de Angra recebeu também mais R$34.290,00. Suspeito, muito suspeito.
Mas o grande parceiro SICOMÉRCIO também recebeu o seu presentinho de dia das mães, foram R$13.000,00 destinados a entidade.
Ressalto, mais um vez, que todos os valores mencionados foram extraídos do balancete da Prefeitura Municipal de Barra Mansa, relativo ao mês de maio de 2010, documento este, assinado pelo prefeito e pelo secretário de fazenda. Não estão incluídos, aqui, os gastos das autarquias e fundações da prefeitura, são somente os valores gastos e PAGOS pela PMBM durante o mês mencionado.
É assim meus amigos, que a turma do “bem” faz política, gastando o dinheiro de nossos impostos para comprar parcerias, apoios, silêncios, omissões, votos e pessoas.
Muito “BEM” gasto.


BLOGOSFERA PARTICULAR.





BLOGS, A MELHOR FONTE DE INFORMAÇÃO.
Já é inegável que os blogs tem se tornado o meio mais confiável de informações dinâmicas e privilegiadas em nossa região. Em homenagem a esses articulistas que na maioria absoluta dos casos, não recebem nenhum tipo de remuneração por esse trabalho voluntário e cada vez mais indispensável para o exercício pleno da cidadania, nossa próxima enquete quer saber:
QUAL O MELHOR BLOG SÓCIO-POLÍTICO DO SUL FLUMINENSE?
E as opções que nos ocorrem no momento são (em ordem alfabética):
BLOG DA GIOVANA DAMASCENO
BLOG DA RUTH COUTINHO
BLOG DO ADEMIR MELO
BLOG DO ADELSON PIMENTA
BLOG DO CAFÉ NO BULE
BLOG DO CAMPBELL
BLOG DO GIOVANI MIGUEZ
BLOG DO JOÃO BATISTA NA TV
BLOG DO LEANDRO MANES DUQUE
BLOG DO RODRIGO
BLOG DO SERGIO BOECHAT
BLOD DO JOHNES HEBERT
BOTAS DE JUDAS (ANDREI LARA)
BOTECOS DO VALE DO CAFÉ
ESTAÇÃO BM
TABLÓIDE FLUMINENSE
VR EM FOCO
OUTRO BLOG NÃO MENCIONADO.
Desde já peço perdão aos amigos blogueiros titulares de blogs não mencionados, mas no momento da confecção da enquete, foram esses que me passaram pela cabeça.
Evidentemente por razões óbvias e éticas, o Blog do Julinho não faz parte desta enquete.
Vote no seu preferido. É o melhor estímulo que você pode dar para o seu blog preferido.

DESCOBERTO DE ONDE O PACHÁ SE INSPIROU PARA FAZER DO SOLZINHO A SUA LOGOMARCA NA PREFEITURA.


RODADA CONCLUÍDA.
Resultado rápido das últimas enquetes do blog:

Pergunta 1:
VOCÊ VOTARIA EM UM CANDIDATO SEM CHANCES DE VITÓRIA?
70,83% SIM.
16,67% NÃO.
12,50% NÃO IMPORTA.

Pergunta 2:
QUAL FOI A MAIOR MALA DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010? (RESPOSTAS MÚLTIPLAS POSSÍVEIS)
1º LUGAR (EMPATADOS E DE MÃOS DADAS. ATÉ QUANDO?)
ROOSEVELT, O PACHÁ DE APIACÁ 54,55%
ZÉ RENATO, O ZÉ MALA DA ANUNCIAÇÃO 54,55%
3º DILMA, A DILMALUCA 31,82%
NETO, O PIOR COMENTARISTA DO MUNDO 31,82%
5º DUNGA, O ANÃO ZANGADO 27,27%
6º GALVÃO BUENO, CALA A BOCA GALVÃO 18,18%

Pergunta 3:
DEPOIS DE ENCERRADAS DUAS RODADAS COMPLETAS NA COPA DO MUNDO, QUAIS AS SELEÇÕES QUE MAIS LHE SURPREENDEU? (RESPOSTAS MÚLTIPLAS POSSÍVEIS)
1º ARGENTINA 88,89%
2º PORTUGAL 66,67%
3º CHILE E ESPANHA 33,33%
5º GANA, HOLANDA, PARAGUAI E URUGUAI 22,22%
9º BRASIL 11,11%
NINGUÉM VOTOU EM OUTRA SELEÇÃO.

SÉRIE IMAGENS VALEM MAIS QUE MIL PALAVRAS 9.

A JABIRACA,
MISTURA DE JABUTI COM JARARACA.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

MENSAGEM COMITÊ SERRA.


Caro cidadão brasileiro,
É com prazer que nós, da equipe do Programa de Governo da campanha de José Serra à Presidência da República, convidamos você a participar da Proposta Serra, nossa rede colaborativa, um espaço na Internet que recebe propostas e sugestões para o futuro governo de José Serra e para o País.
Iniciativa pioneira em campanhas presidenciais, queremos elaborar um programa de governo discutido abertamente com a sociedade, recebendo e debatendo propostas de internautas de todo o Brasil.
As propostas dos internautas, formuladas em 40 áreas, estão sendo colocadas em debate na rede com os interlocutores da equipe do programa de governo. Participe desse processo.
Você pode se inscrever e participar em: www.propostaserra.ning.com
Contamos com vocês para fazer um debate sério e propositivo, para o bem do Brasil.
Atenciosamente,
Xico Graziano
Coordenador do Programa de Governo de José Serra
Proposta Serra.
Escolha um tema. Faça uma Proposta.
Entre na discussão.
Endereço:PSDB - Partido da Social Democracia Brasileira
Av. L2 Sul, Quadra 607, Ed. Metrópolis, Cob. 02Brasília, DF 70.200-670
Fale conosco
Navegue com o PSDB

PERDIDO NO BALÃO. OU SERIA NO BARRÃO?


Recebi essse e-mail da comadre Dayse, e achei esta história possível em uma determinada cidade do Sul fluminense. Alguém poderia imaginar qual seria?:

Havia certa vez um homem navegando com seu balão, por um lugar desconhecido. Ele estava completamente perdido, e qual grande foi sua surpresa quando encontrou uma pessoa...
Ao reduzir um pouco a altitude do balão, em uma distância de 10m aproximadamente, ele gritou para a pessoa:
- Hei, você aí­, aonde eu estou?
E então a jovem respondeu:
- Você está num balão a 10 m de altura!
Então o homem fez outra pergunta:
- Você é professora, não é?
A moça respondeu:
- Sim...puxa! Como o senhor adivinhou?
E o homem:
- É simples, Você me deu uma resposta tecnicamente correta, mas que não me serve para nada...
Então a professora pergunta:
- O senhor é secretário da educação, não é?
E o homem:
- Sou...Como você adivinhou???
E a Professora:
- Simples: o senhor está completamente perdido, não sabe fazer nada e ainda quer colocar a culpa no professor.

GENTE BOA. VIVO PARA SEMPRE.

LÁ SE FOI UM "BOA PRAÇA".
Neste final de semana perdemos o Professor Moacyr Chiesse.
Morre com ele, um pouco da ética e da dignidade de nossa cidade. Moacyr foi deputado federal e prefeito de Barra Mansa sem alterar o seu modesto padrão de vida. Quando prefeito, Moacyr não tinha os volumosos recursos federais e estaduais que hoje são dirigidos aos municípios brasileiros. Praticamente se governava somente com os parcos impostos municipais cobrados sem causar nenhuma sangria nos orçamentos familiares. Mas mesmo assim, Moacyr destacou-se pela sua competência, simplicidade, simpatia e realizações voltadas, sobretudo, para o embelezamento da cidade e pela melhoria da qualidade de vida do cidadão barramansense. Na foto, flash do início da construção da famosa Praça das Nações Unidas, idealizada por ele há quase 50 anos.
Poderia, para ilustrar esta postagem, contar um dos inúmeros e divertidíssimos “causos” contados ou protagonizados por esse já saudoso líder inato, mas o momento é de pesar, e haverá muito tempo para relembrarmos Moacyr e as páginas memoráveis de sua vida, e prefiro narrar um momento importante e comum vivido junto com ele.
Minha ligação com ele nunca foi muito intensa, mas quando ocorreu foi muito significativa para mim, e talvez, para ele também. Aconteceu um momento em nossas vidas que creio ter sido de alguma importância para a história da cidade, embora não tivesse gerado resultados práticos, mas pelo menos, tentamos mudar o rumo de nossa história atual.
No início de 1992, quando Moacyr já tinha praticamente se aposentado da vida pública, o ex-prefeito Luiz Amaral se candidatara à sucessão do então prefeito Ismael de Souza, e na boca de muitos, já estava virtualmente eleito. O atual coordenador do Procon de Barra Mansa, José Valente, era o candidato do PT. Ismael gostaria de lançar o seu secretário de saúde, Dr. Orlando Fraga, à sua sucessão, mas com a negativa desse, surgia, pela primeira vez, o nome de Roosevelt Brasil com vista às urnas.
Como, apesar de integrante do governo, eu não simpatizava em nada com a candidatura do pachá de Apiacá, não via condições de governabilidade para o PT, e não via com bons olhos a candidatura de Luiz Amaral (mais por alguns de seus correligionários do que por ele mesmo), fiquei engenhando uma quarta via que pudesse motivar a tantos que não se viam contemplados com as opções ora apresentadas.
Freqüentávamos, tanto Luiz Amaral, Moacyr e eu, um simplório “clube”, chamado de “Clube dos “50”, do qual também fui Diretor, onde senhores, a maioria aposentados, se encontravam para jogar partidas de baralho, na época: tranca e pif-paf. Eu era o caçulinha absoluto da turma, mas me dava muito bem com tradicionais senhores que lá curtiam momentos de lazer. Nesse clube, a primeira regra era não aceitar nenhum tipo de aposta em dinheiro, e isto reabilitou diversos “ex-viciados” na jogatina. Alguns, inclusive, já tinham perdido parte ou totalidade de suas fortunas pela compulsividade que enfrentavam os jogos de azar.
Uma bela tarde, em uma mesa do Clube, encontrava-se jogando Luiz Amaral mais três amigos, e numa mesa ao lado, estavam jogando eu, Paulinho Lima (atual Café no Bule) e Moacyr. Perguntei a ele, baixinho: “Professor, se o senhor fosse convidado a ser candidato a prefeito, o senhor aceitaria?”. Ele respondeu: “Bastaria um convite”. Retruquei: “O senhor crê que eu tenha condições de fazê-lo?”. E ele: “Basta um”. E ali nasceu a candidatura Moacyr Chiesse à prefeitura de Barra Mansa em 1992.
Em poucas semanas a idéia foi contagiando a muitos e alterando o quadro político da cidade. Três candidaturas ficaram consolidadas como passíveis de vitória: Luiz Amaral, Valente e Moacyr. Ismael, atual prefeito, mesmo assim, insistia na candidatura Roosevelt, embora, mesmo com a máquina na mão, não saia do chão. Uma tarde, dentro do veículo oficial do prefeito, após insistir veementemente que Ismael desistisse da candidatura de Roosevelt e apoiasse Moacyr, já que ele tinha me dado aval para negociar com o prefeito e fazer todas as concessões possíveis, Ismael, chegou a me pedir para descer do seu carro, pois eu estava ficando repetitivo e insistente.
Depois de uma apuração muito suspeita e contestada até hoje, o resultado final apontou Luizinho com 20 mil votos, Valente com 17, Moacyr com 15 e Roosevelt com 10. Anos após, Ismael rendeu-se a Moacyr e tornaram-se amigos e parceiros políticos. Roosevelt, por sua vez, só ofereceu ingratidão ao seu patrono.
Creio que hoje, Ismael deva se lembrar da minha insistência e deva amargurar o gosto do arrependimento em não ter ouvido o nosso aclame. Teria morrido ali, no nascedouro, esse mal que assolou nossa cidade, mascarado de “bem”.
Naquela eleição tive orgulho em colocar na urna, o “15, gente boa”, como era o slogan da campanha de Moacyr.
A todos os parentes e amigos de Moacyr, embora alguns hoje estejam usufruindo das benesses do “bem”, meus sinceros sentimentos de pesar.
Perdemos todos nós, com o desenlace carnal de Moacyr. Nossas vidas ficam com menos graça, lisura, alegria, sustentação ética e moral. Mas podemos, quem sabe um dia, juntos, resgatar a memória de Moacyr e oferecer para os seus descendentes, a cidade limpa e alegre que ele sempre sonhou e colaborou para realizar para o verdadeiro bem de todos nós.
Numa das passagens folclóricas de Moacyr, já narrada aqui no blog, existe um “causo” em que Moacyr, surpreso ao saber de um determinado eleitor que seu pai havia falecido há anos e Moacyr desconhecia tal fato, ele respondeu subitamente: “Morreu para você, filho ingrato, para mim ele está vivo no meu coração”.
Portanto, Moacyr, gente boa, você estará sempre vivo no meu coração.

VEXAME "BEM" PRESENTE.

MENTES SUGESTIONÁVEIS.
Quinta-feira estive no jantar de comemoração dos 15 anos da REDE AVERJ, presidida pelo nosso amigo Paulo Fernando Monteiro Pinto. Como sempre a festa estava concorridíssima e a “boca-livre” agradou a todos, com farto serviço de “scoth” e “buffet by Ricardo Bartolomeu”. Até aí, nada demais, pois todos os anos é sempre assim. Mas algumas coisas foram excepcionais este ano. Primeiramente a desagradável presença do pachá de Apiacá, num ato demagogicamente eleitoreiro, pois jamais ele participou da festa quando prefeito, embora convidado todos os anos. Mas dele não se espera nenhuma atitude digna ou coerente, pois para atingir seus objetivos, se necessário, ele vende a mãe sorrindo, como sabemos.
Nando, como é chamado o presidente da AVERJ, por seus amigos mais próximos, me solicitou que desse uma "mãozinha" no cerimonial, principalmente na formação da mesa principal. Como o prefeito de Barra Mansa, o Zé Mala da Anunciação, não estava presente, recomendei que em detrimento das autoridades judiciais e empresariais presentes, fosse dado primeiro destaque para a vice-prefeita a Ruth Coutinho, recomendando inclusive que lhe fosse dado o direito a palavra. Embora seja notório o meu desprezo pó essa cidadã que faz da demagogia e da simulação os seus expedientes políticos mais acentuados, sei separar as coisas e deixo as convicções pessoais de lado em casos cerimoniais e protocolares. Eles, do “bem”, sabem disso, e sempre ficam confortáveis com a minha presença nos bastidores, mesmo cientes que pessoalmente sou desafeto de suas atitudes mesquinhas e oportunistas.
Porém, como sempre, é só dar o microfone para a menina maluquinha que a besteira está garantida. Em suas poucas e demagógicas palavras, A VP disse que ao fazer 15 anos, uma menina é apresentada para a sociedade, e como a AVERJ estava fazendo 15 anos, também era uma debutante e estava sendo apresentada à sociedade na referida festa. Desconhece ela, que há 15 anos a REDE AVERJ realiza festas do mesmo porte, com a nata da sociedade presente, mas como foi a única vez que ela participou, achou que a festa estava sendo realizada pela primeira vez. Quis fazer gracinha e poesia, mas mais uma vez, mostrou a sua fraqueza, inclusive a mental, pois foi uma das poucas pessoas que foram sugestionadas pelo ilusionista que se apresentou no evento, chegando a ficar com as suas duas mãos coladas. O “mágico”, Fábio Puentez, poupou a VP de um mico maior e “desatou” as suas mãos discretamente sem flagrá-la em vexame mais significativo. Mas quanto ao simpático, mas improdutivo, secretário de desenvolvimento da cidade, Luiz Antônio Féris, ele não teve a mesma indulgência, e submeteu-o a um “micaço” de proporções impagáveis. Creio que brevemente estará postado no Youtube. O Secretário, submetido totalmente a ilusão e sugestão proposta pelo “artista” fez gestos, poses e movimentos altamente comprometedores a sua reputação que ficarão eternizados na mente de todos os presentes. E não eram poucos. São nessas mãos que Barra Mansa está entregue, a uma gente sem personalidade ou mente forte para nos guiar, mas ávidos por qualquer momento de notoriedade, mesmo que em ridícula condição. Mas enfim, como todos sabemos que eles não possuem a mínima auto-crítica, não houveram surpresas.
Turma do bem presente, vexame evidente.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

CASTELO DE AREIA.


INCOERÊNCIAS.
Eu confesso que tenho dificuldade em entender os brasileiros. Não, não é somente porque a Dilma lidera as últimas pesquisas. O que me causa espanto é que está havendo uma desmedida solidariedade ao técnico Dunga, em relação aos palavrões e ofensas que ele dirigiu ao jornalista Alex Escobar, durante sua entrevista coletiva no último domingo. Agora, há pouco, recebi um e-mail de um amigo, a quem considero extremamente esclarecido e culto, solicitando minha adesão a campanha: “Um dia sem Globo”, em solidariedade ao anão zangado. Por gentileza, me incluam fora dessa.
Não nutro nenhuma reverência às Organizações Globo, que construiu o seu império dando guarida publicitária aos governos militares e as insanidades e torturas praticadas no anonimato. Também não fui solidário as invariáveis tentativas de manipulação da opinião pública, sejam por motivações políticas ou comerciais. Abomino até hoje a covardia com que fizeram ao ex-ministro da Justiça Ibrahim Abi-Ackel, por ele não ter sido conivente com uma mega-operação de contrabando de interesse da poderosa organização. Como barramansense adotado oficialmente, já manifestei meu repúdio pelas vezes que nossa cidade foi tratada de forma jocosa, sejam em novelas ou em colunas sócio-políticas, por profissionais desse rede de comunicação. Mas não posso ser cego para não concordar que o padrão de qualidade televisiva Globo, é um dos maiores do mundo, e no seu “casting” sempre se encontra nata do jornalismo e dramaticidade brasileira.
Se a equipe de jornalismo da Tv Globo que se encontra na África do Sul, cobrindo à Copa do Mundo, requer certo tipo de privilégios, é porque a Rede Globo "comprou" isso e porque alguém "vendeu". Qualquer descumprimento desse acordo beira ao “calote” e não à independência. Além do mais, Dunga não ofendeu a Rede Globo, como pretende se caracterizar, mas sim a um jornalista que estava honradamente cumprindo o seu mistér.
Dunga não é homem para dirigir palavras contra às Organizações Globo, e jamais será herói nem referência para ninguém, usando, para todo mundo ver, palavras destemperadas e de baixo calão.
O brasileiro não pode confundir o seu amor à camisa canarinho com o desrespeito aos contratos ou as Instituições e muito menos aos trabalhadores. Sem querer torcer contra à Seleção, para ver perdurar a alegria de tantos amigos, confesso que gostaria de ver a reação de tantos fanáticos caso a seleção não logre êxito na Copa. Certamente esse império inconsistente e doentio seria derrubado e muitas verdades viriam a tona sob a luz da consciência e da razão. Gostaria de saber se essa suposta solidariedade a esse rancoroso treinador sobreviveria a uma eliminação precoce. Creio que não. Esse castelo de areia frágil desabaria na primeira marola contrária e não suportaria um vento mais forte. Cuidado com frente fria que pode vir das terras bascas, da cordilheira dos Andes ou dos Alpes suiços. Não se iludam, é um brisa muito perigosa.

SENTA, SANTA.







OS CRAQUES ESTÃO NA ÁREA.
Há dias, despretensiosamente quem estava visitando as instalações do Fronteiras, em Barra Mansa, que já está virando o "point" dos boleiros, foi o craque Diego Souza que já defendeu o Fla e o Flu e ano passado foi considerado o melhor jogador do Campeonato Brasileiro. Na semana passada, no primeiro jogo da Seleção, estivemos com o craque Madson, que atua no Santos, time que é a sensação da temporada 2010 no Brasil, e a quem já entrevistei no Band Cidade. No último jogo, quem tivemos o prazer de encontrar foi o Allan Kardec, ex-craque do Vasco, que hoje defende o Benfica em Portugal, sendo o atual artilheiro do time na temporada. Allan, inclusive ofereceu-nos a sua hospitalidade permanente em eventual visita às terras lusitanas, que pretendo realizar ano que vem. Hoje, pela manhã, tive o prazer de reencontrar o craque Emerson, zagueiro que defendeu o Fluminense e também está radicado em Portugal, defendendo as cores do União Madeira. Amanhã, tomaremos uma juntos. Há poucos instantes atrás, em visita cordial ao prefeito Neto, de Volta Redonda, tive o prazer de conhecer o craque Alemão, que faz parte dos ídolos de maior expressão do Botafogo, depois da Era Garrincha. Alemão inclusive na Copa de 90, foi titular da seleção brasileira no meio de campo fazendo dupla com o anão zangado que dirige atualmente a seleção brasileira e por sua grosseria, teimosia, radicalismo e burrice, divide a torcida brasileira que sempre cultivou um alucinado caso de amor com a seleção canarinho. Quase diariamente encontramos com o ex-craque Jorge Luis, que defendeu o Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, entre diversos times do mundo. Semanalmente também jogamos nosso baralhinho com o ex-goleiro Jorge Vitório, que durante anos, defendeu as cores do Fluzão. Só está faltando a gente reencontrar o Zé Edgar (hoje técnico nos Emirados Árabes), o Delei (Ex-Flu e Seleção, atual deputado federal), o Assis, o Jonilson, entre outros craques que estão sempre por aqui.
Faço este relato, pois entre os mencionados, com exceção do Diego Souza, com quem não conversei pessoalmente, todos são extremamente simpáticos e não carregam nenhum traço de afetação tão comum em atletas despreparados para o sucesso. O esporte promove essa espontaneidade e descontração entre os seus praticantes. Por isso, não entendo a antipatia do Dunga. Porém, um dos craques mencionados acima, que já teve convivência com ele, me falou o motivo: Falta de sexo. Segundo consta, O Mestre Dunga, o anão Zangado, na hora de ser Feliz dando um Atchim na Branca de Neve, fica Dengoso e prefere uma Soneca, para sonhar com o Príncipe Encantado.
Tá explicado ou quer que desenhe?
P.S. EM 01 DE JULHO ADICIONAMOS A SEGUINTE NOTA PARA MELHOR COMPREENSÃO:


Contrato dá a Globo direito a entrevistas na Copa

A queda de braço entre Dunga e a TV Globo pode sofrer interferência da Fifa. O veto do treinador brasileiro às entrevistas exclusivas durante a disputa da Copa do Mundo pode ser derrubado pela emissora por conta de uma cláusula no contrato de transmissão do Mundial. Nele, a Globo tem direito a entrevistar com exclusividade jogadores do time nacional.
A informação foi passada por um alto executivo da emissora ao blog.
A Globo é uma das maiores parceiras comerciais da Fifa. Sim, a palavra correta é essa. A emissora paga cerca de US$ 180 milhões pelos direitos de transmissão da Copa nas TVs aberta e fechada e na internet, um dos mais altos valores no mundo. O contrato entre entidade e empresa tem de ser benéfico a ambas.
Nesta Copa, a Fifa alçou suas estratégicas de marketing a níveis jamais vistos. Que o diga o sucesso da Jabulani, bola que virou grife muito graças à extensa exibição do objeto nas partidas e entrevistas coletivas pós-jogo aqui na África do Sul. Nada mais natural que, na negociação dos direitos de transmissão, a Fifa inclua algumas cláusulas assegurando direitos a seus parceiros comerciais.
Band, ESPN e Bandsports não possuem esse "benefício" em seus contratos de exibição do Mundial.

QUAL É A DIFERENÇA???

METROBEM "in transit".
Em Volta Redonda, sábado teve Monobloco no Porão, mas para apimentar também teve o Dito e Feito e o Mc Sapão. No mesmo dia, a Privillége abriu a sua boate itinerante no Clubinho, com DJs consagrados no mundo todo. Sábado também teve a Pipo’s Terremoto na Cidade do Aço. No Funcionários teve o Show da Maria Cecília e o Rodolfo. Hoje, tem no Comercial, de graça, Flavio Venturini. Tem também, no mesmo espaço o Paulinho Moska. Amanhã tem Nana Caymmi. Tem também o Trilogia Carioca. Quase me esqueço, também se apresenta o Arnaldo Antunes. Sábado, na continuação do festival tem show do Sururu na Roda. Mas também tem o Toquinho. Domingo, encerrando o festival tem Luiz Melodia. Terça-feira, no 9 de abril, também de graça, tem o Lobão. Ou seja, sem contar shows menores e rotineiros espalhados por toda a cidade, e peças teatrais do porte da PLAY, exibida ontem no Gacems, com vários artistas globais. Em apenas 10 dias, Volta Redonda receberá 16 grandes shows, além de um festival de música onde a premiação conta até um carro zero quilômetro. Tudo para todos os gostos, para todos os hábitos, para todos os povos, para todas as raças.
Enquanto isso, na cidade de onde Volta Redonda era apenas um distrito, Barra Mansa, absolutamente nada. Epa, me enganei, acabei de ver no site do Diário Oficial, digo, Diário do Vale, que a cidade vai sediar com organização da prefeitura, no Centro de Cultura Fazenda da Posse, a exposição “in transit” da artista plástica Jaqueline Siano. Puxa, bombou!!! São fotografias e vídeos sobre o cotidiano da vida. Segundo a curadora da mostra, Jaqueline nos mostra que estamos sozinhos no meio da multidão, nos transportes coletivos, separados da cidade por um vidro, assim como no metrô. Isso é que uma cidade que se projeta o futuro, pois com essa exposição, saberemos como nos sentiremos sozinhos dentro do metrô (sic).

Só falta o metrô, mas não duvido que o Zé Mala da Anunciação vai anunciar que em apenas 100 anos, teremos um metrô para irmos à Volta Redonda, apreciar as atrações culturais de lá. Será o metrô do “bem”: O METROBEM. Mas não pense que essa exposição vai acontecer sem mais nada, pois adivinhe quem também vai se apresentar? A camerata do projeto Música nas escolas. Inédito, em primeira mão, única, indivisível, exclusiva. Imperdível, não?
Qual a diferença?
Aliás, falando na diferença atual entre as duas cidades, podemos constatar que todo dia, Neto inaugura uma obra em Volta Redonda. Enquanto isso, o Zé da Mala todo dia anuncia que vai fazer uma em Barra Mansa. A sorte é que Volta Redonda é pertinho é dá para a gente ir "in transit" sem o METROBEM.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

ESSE POVINHO MERECE.


DÁ-LHE DILMA, PALMAS PARA O LULA.

Eu sei que está todo mundo ligado na Copa do Mundo e os assuntos mais sérios são deixados de lado. Até por isso tenho diminuído sensivelmente o ritmo de postagens, mas tem coisas que me causam tanta revolta que só mesmo o desabafo no blog me faz acalmar um pouco.
Todos vimos nos jornais nacionais que o Nordeste foi novamente vítima de uma calamidade. Com uma semana de duração, as chuvas já provocaram mais de 50 mortes em Pernambuco e em Alagoas, onde também ocorreram mais de 600 desaparecimentos, de acordo com a Defesa Civil. É mais uma crônica de uma tragédia anunciada, como acontece aqui no verão mas lá acontece também invariavelmente.
Por que o governo federal, tão aplaudido no Nordeste graças a profusão desenfreada de bolsas-família não age antes para evitar que isso volte a ocorrer?
Agora, neste exato momento, vejo na Internet que Dilma abriu cinco pontos de vantagem na pesquisa do IBOPE e Lula bateu mais um recorde de aprovação popular. O Brasil é maravilhoso, mas o brasileiro é geralmente um tolo e vagabundo, fazer o quê? Que morram felizes então.
Há muita verba no Orçamento da União para que desastres como os desta semana sejam prevenidos. Mas a balbúrdia administrativa e a má gestão não deixam os recursos chegar aonde devem: às obras e ações para evitar enchentes, inundações e calamidades. Se isso ocorresse, os dramas pessoais que todo o país tem acompanhado nos últimos dias poderiam ser evitados, ou, pelo menos, minorados. E dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Decorrido metade do ano, o governo federal só liberou R$ 3,2 milhões de um total de R$ 442 milhões reservados para prevenção de desastres no país em 2010. Isso dá míseros 0,74% do que há disponível. E dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Outros R$ 67,3 milhões foram liberados, mas referentes a orçamentos de anos anteriores, os chamados restos a pagar. Mesmo assim, a conta não fica favorável ao governo: entregou apenas 14% do que se comprometeu, é dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Para Pernambuco, estado onde eles são venerados, R$ 70 milhões estão disponíveis, mas só foram liberados R$ 172 mil. Execução orçamentária tão sofrível não é minimamente aceitável num governo que entra em seu oitavo e último ano, mas dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Situações como a que vivem os dois estados nordestinos neste momento transformam estes números frios em drama humano. Além das dezenas de mortes e das centenas de desaparecidos, o número de casas destruídas está próximo de 12 mil só em Alagoas. Em todo o Nordeste, o número de desabrigados passa de 115 mil. Muito disso poderia ter sido evitado com a ação tempestiva do poder público federal, mas dane-se, pois eles nos amam, e dá-lhe Dilma, toime bolsa-família, palmas para o Lula.
Esta lamentável situação de descaso e improviso não é novidade. É, infelizmente, rotina nos anos recentes. Em 2009, saíram dos cofres federais apenas R$ 47 milhões de um orçamento de R$ 646 milhões. Como explicar que, diante de tantas e recorrentes tragédias associadas à má ocupação de áreas e às cíclicas intempéries climáticas, o governo Lula só tenha gasto 7% da verba que tinha para prevenção de acidentes no ano passado? Nada disso importa, dá-lhe Dilma, palmas para o Lula e mais uma bolsa-família para aquele traste imprestável acolá, afinal, o voto dele é nosso.
O caos que marca a atuação federal fica ainda mais evidente quando se observa os gastos necessários para remediar a situação depois que as tragédias já ocorreram. Em abril, a vítima foi a gente aqui no Rio. Até então o estado não recebera quase nada para prevenir e preparar-se para desastres. Mas, depois das centenas de mortes na capital e Niterói, foram liberados R$ 542 milhões em menos de três meses. Benção Cabral, dá-lhe Dilma, palmas para o Lula, afinal, aqui também, onde a ignorância é acentuada, Dilma lidera as pesquisas.
Trata-se de algo lamentavelmente repetitivo. No ano passado, o governo federal precisou gastar R$ 1,13 bilhão para reparar a destruição causada pelas enchentes do verão em Santa Catarina. Ou seja, dinheiro há, mas, só depois que os infortúnios já deixaram seu rastro, a verba aparece. O que explica uma postura tão deplorável da parte do poder público federal? Nada, o que interessa é dá-lhe Dilma e palmas para o Lula.
A propósito, o governo Lula anunciou ontem a liberação de R$ 100 milhões para Alagoas e Pernambuco. É mais um exemplo de ação que mira holofotes, mas que, infelizmente, vem tarde. A burocracia não dará trégua mais uma vez: o dinheiro só chegará às regiões necessitadas daqui a um mês, mas se vem dinheiro, não importa as mortes ocorridas e dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Não é só o entrave burocrático que prejudica quem mais precisa do Estado numa hora de desespero como a que vivem agora os alagoanos e os pernambucanos. Há a deplorável manipulação política na liberação de verbas, como ficou-se sabendo à época das chuvas de abril no Rio, mas a campanha está aí, o adversário é forte, precisamos comprar os analfabetos eleitores e acima de tudo: Dá-lhe Dilma, palmas para o Lula.
Já tínhamos registrado aqui no blog que 61% da verba disponível para prevenção e preparação para desastres em todo o país havia ido para a Bahia: o estado recebeu R$ 24 milhões. Mas juntos, outros 15 estados brasileiros foram contemplados com R$ 15,4 milhões. Não por acaso, o então ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, responsável pelo manejo dessas verbas, é postulante ao cargo de governador baiano, e apoiará quem? Dá-lhe Dilma, salve compadre Lula.
No apagar das luzes, o governo petista resolveu tomar providências. Com a capacidade de raciocínio de um caracol, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, acaba de descobrir que "a nossa sistemática (de repasses) é muito burocrática". Foram necessários sete anos para chegar a esta brilhante conclusão. Temos aí um exemplo pronto e acabado da inoperância da gestão Lula. Parece que, para eles, as vítimas têm mais é que aguardar pacientemente. Provavelmente até que a próxima tragédia aconteça. Mas se Deus quiser, tragédia só depois da eleição, porque agora o que importa é o Brasil campeão do mundo, dá-lhe Dilma e palmas para o Lula.
Infelizmente, o brasileiro merece isso.
Ria Lula, você merece.
Chegou ao poder com a bandeira do trabalhador e hoje o trabalhador tem a maior carga tributária do mundo nas suas costas para você sustentar os vagabundos que votam em você e na sua laia.
Você é um gênio, e o povo brasileiro é tolo. Aceita a sua esmola e aplaude as suas bravatas. Dá-lhe Dilma, dá-lhe Dunga e palmas para o Lula.

terça-feira, 22 de junho de 2010

MAIS UMA PIADA DE PORTUGUÊS.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO.
As entidades comerciais de Barra Mansa decidiram que vão reabrir seus estabelecimentos após o jogo do Brasil na Copa do Mundo, na sexta-feira, às 11 horas, com término esperado para 13 horas.
Pimenta nos olhos dos outros é refresco e é muito fácil eu falar que isso é uma injustiça com os comerciários, afinal, o fim do mês está aí e as contas tem que ser pagas, e nosso país já é um paraíso de feriados. Mas custo a crer que o comércio terá retorno nessa iniciativa pouco simpática perante seus funcionários.
Não creio que o futebol deva se sobrepor ao trabalho, as aulas, etc., mas é inegável que a paralisação do país em jogos da seleção em Copas do Mundo já faz parte da nossa cultura e querer tirar essa prerrogativa de nosso povo não contribui em nada para o bom relacionamento que deve imperar entre as classes patronal e funcional.
Nós, na Câmara, que já abrimos às sextas-feiras em horário excepcional, de 8 às 14 horas, encerraremos nossas atividades às 10 horas. A prefeitura sequer vai abrir, mas do jeito que ela anda, não fará a mínima falta. Mas o comércio, provavelmente vazio e exposto à riscos imagináveis pelo provável excesso de consumo de bebidas e outras “cossitas mas” pode ter dissabores não muito improváveis de acontecer. E venda que é bom, duvido, mas como as entidades representativas do nosso comércio não tem sido muito felizes em suas últimas incursões e eventos, tal fato não nos surpreende.
A conferir.
O jogo é Brasil x Portugal. Portanto, enquanto a torcida vai defender as cores do Brasil, o comércio barramansense toma uma medida digna das piadas sobre portugueses. Jogo duro.
A foto que ilustra esta postagem foi tirada em um estabelecimento comercial de um simpático português. Tudo a ver com nosso comércio. Com todo respeito aos lusitanos. Manuel, mil perdões.

SUN-BAR, PENEDO. SEMPRE UMA ÓTIMA OPÇÃO.


FREI BETTO - PASSEIO SOCRÁTICO - COLABORAÇÃO: ALEX ESQUERDINHA.


PASSEIO SOCRÁTICO
Ao viajar pelo Oriente mantive contatos com monges do Tibete, da Mongólia, do Japão e da China. Eram homens serenos, comedidos, recolhidos e em paz nos seus mantos cor de açafrão. Outro dia, eu observava o movimento do aeroporto de São Paulo: a sala de espera cheia de executivos com telefones celulares, preocupados, ansiosos, geralmente comendo mais do que deviam. Com certeza, já haviam tomado café da manhã em casa, mas como a companhia aérea oferecia um outro café, todos comiam vorazmente. Aquilo me fez refletir: 'Qual dos dois modelos produz felicidade?'
Encontrei Daniela, 10 anos, no elevador, às nove da manhã, e perguntei: 'Não foi à aula?' Ela respondeu: 'Não, tenho aula à tarde'. Comemorei: 'Que bom, então de manhã você pode brincar, dormir até mais tarde'. 'Não', retrucou ela, 'tenho tanta coisa de manhã...'. 'Que tanta coisa?', perguntei.. 'Aulas de inglês, de balé, de pintura, piscina', e começou a elencar seu programa de garota robotizada. Fiquei pensando: 'Que pena, a Daniela não disse: 'Tenho aula de meditação!' Estamos construindo super-homens e super-mulheres, totalmente equipados, mas emocionalmente infantilizados.
Uma progressista cidade do interior de São Paulo tinha, em 1960, seis livrarias e uma academia de ginástica; hoje, tem sessenta academias de ginástica e três livrarias! Não tenho nada contra malhar o corpo, mas me preocupo com a desproporção em relação à malhação do espírito. Acho ótimo, vamos todos morrer esbeltos: 'Como estava o defunto?'. 'Olha, uma maravilha, não tinha uma celulite!' Mas como fica a questão da subjetividade? Da espiritualidade? Da ociosidade amorosa? Hoje, a palavra é virtualidade. Tudo é virtual..
Trancado em seu quarto, em Brasília, um homem pode ter uma amiga íntima em Tóquio, sem nenhuma preocupação de conhecer o seu vizi­nho de prédio ou de quadra! Tudo é virtual. Somos místicos virtuais, religiosos virtuais, cidadãos virtuais. E somos também eticamente virtuais... A palavra hoje é 'entretenimento'. Domingo, então, é o dia nacional da imbecilização coletiva. Imbecil o apresentador, imbecil quem vai lá e se apresenta no palco, imbecil quem perde a tarde diante da tela. Como a publicidade não consegue vender felicidade, passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres: 'Se tomar este refrigerante, calçar este tênis, ­ usar esta camisa, comprar este carro, você chega lá!' O problema é que, em geral, não se chega!
Quem cede desenvolve de tal maneira o desejo, que acaba­ precisando de um analista. Ou de remédios. Quem resiste, aumenta a neurose. O grande desafio é começar a ver o quanto é bom ser livre de todo esse condicionamento globalizante, neoliberal, consumista. Assim, pode-se viver melhor.. Aliás, para uma boa saúde mental, três requisitos são indispensáveis: amizades, auto-estima, ausência de estresse. Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping center. É curioso: a maioria dos shoppings centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingo. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas.... Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista. Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas. Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Se deve passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno... Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hambúrguer do Mc Donald...
Costumo advertir os balconistas que me cercam à porta das lojas: 'Estou apenas fazendo um passeio socrático. Diante de seus olhares espantados, explico: 'Sócrates, filósofo grego, também gostava de descansar a cabeça percorrendo o centro comercial de Atenas. Quando vendedores como vocês o assediavam, ele respondia: "Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz!".
FREI BETTO.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

COPOS, COPAS, MALAS, CARAS E BOCAS.


TUDO JUNTO E MISTURADO.

Por mais de 83% dos votos, os visitantes do blog opinaram que o real significado da sigla “B E M” são todas opções oferecidas, a saber:
BONECAS, ENRUSTIDOS E MERETRIZES.
BOIOLAS, ENTENDIFOS E MICHETEIRAS.
BICHAS, ESCANDALOSAS E MELIANTES E
BAITOLAS, EFEMINADOS E MOCRÉIAS.
A voz do povo é a voz de Deus, e com Ele não se discute. Ponto final.

Perguntamos agora:
DEPOIS DE ENCERRADAS DUAS RODADAS COMPLETAS NA COPA DO MUNDO, QUAIS AS SELEÇÕES QUE MAIS LHE SURPREENDEU POSITIVAMENTE?
VOCÊ PODE VOTAR EM QUANTAS QUISER.
E as opções são:
ALEMANHA
ARGENTINA
BRASIL
CHILE
ESLOVÊNIA
ESPANHA
GANA
HOLANDA
MÉXICO
PARAGUAI
PORTUGAL
SUIÇA
URUGUAI
OUTRA SELEÇÃO

Quase chegando ao meio do ano, também perguntamos:
QUAL FOI A MAIOR MALA DO PRIMEIRO SEMESTRE?
E as opções são:
DILMA, A DILMALUCA.
DUNGA, O ANÃO ZANGADO.
GALVÃO BUENO, CALA A BOCA GALVÃO.
NETO, O PIOR COMENTARISTA DO MUNDO.
ROOSEVELT, O PACHÁ DE APIACÁ.
ZÉ RENATO, O ZÉ MALA DA ANUNCIAÇÃO.
VOCÊ PODE VOTAR EM QUANTAS QUISER.

Falando em Malas, temos uma curiosidade que para saná-la, precisaríamos da sua ajuda:
VOCÊ VOTARIA EM UM CANDIDATO SEM CHANCES DE VITÓRIA?
E as opções são:
SIM
NÃO
NÃO ME IMPORTA.

Antecipadamente grato pelo voto. Em outubro você vai estar afiado.

AQUI NÃO. NÃO ACABOU.


MAIS DESINFORMAÇÃO.
Por que não sei (ou sei?), o jornal Aqui de Volta Redonda, fez uma grande matéria na última edição considerando que acabou, sem direito a recursos, a novela judicial da briga eleitoral em Barra Mansa entre a Coligação “Barra Mansa em primeiro lugar” (Ademir Melo) e a Coligação do “Bem” (Zé da Mala). Tem até entrevista do prefeito Zé Mala da Anunciação, posando de coitadinho e de vítima, dizendo que sempre confiou em Deus e no povo e que tinha certeza da vitória, blá, blá, blá... Não sei se isto é matéria paga ou total desinformação do jornal. Apenas um dos diversos processos atinentes ao "imbroglio", e de pouco relevo, foi arquivado de forma monocrática. O mérito da questão crucial ainda não foi às vias de fato, pois os advogados da Coligação do “Bem”, em conluio com o Governador Sérgio Cabral, que é parte integrante e fundamental do processo, conseguiram procrastinar. Mas após a eleição de outubro, o Governador liberará o andamento do processo. Não sei qual será o resultado e pouco me importa, mas o que não se pode é infiltrar uma barbaridade enganosa desse porte que só serve não sei para que. De anúncio irreal na imprensa regiamente remunerada, o Zé da Mala continua imbatível como o Rei da Anunciação, do desrespeito ao erário e da falta com a verdade.

DROGAS DA AMÉRCA DO SUL.


LULA É UMA DROGA.
BRASILEIROS X COCALEIROS, ESSE É O JOGO DO NOSSO FUTURO.

Saúde em primeiro lugar, segurança, educação e drogas são hoje, nessa ordem, segundo pesquisa recém-divulgada do Ibope, os temas que mais afligem os brasileiros. Nem sempre foi assim. Entre 2006 e 2010, esse ranking sofreu significativa alteração. O único item inalterado é a saúde, que continua em primeiro lugar, como demanda essencial da população. Os demais agravaram-se na percepção do cidadão. E não sem motivo.
Segurança e drogas, que a rigor, formam uma unidade, tornaram-se mais aflitivos, por razões óbvias: a criminalidade cresceu no país. Os números são impressionantes: 50 mil brasileiros, segundo dados da ONU, são assassinados por ano (a maioria jovens e pobres), vítimas do crime organizado. Uma guerra civil não declarada, que meu pai já vislumbrava há 30 anos, caso o Governo não atuasse de forma enérgica, no controle de natalidade para pais que não dispõem de condições econômicas e sociais para dar educação e atenção aos seus filhos. Mas isso nunca interessou para as Igrejas, nem para as sociedades massificadoras de consumo, e muito menos para os governantes que fazem assim como as instituições citadas e sobrevivem graças a ignorância alheia e numerosa.
Esse número de mortos, equivale, num único ano, a cem vezes o número de mortos de ambos os lados nos 21 anos da ditadura militar brasileira. E é o mesmo número de vítimas da ditadura argentina em sete anos de feroz repressão, ou à do Chile, de Pinochet, em 13 anos de regime.
O dueto saúde-educação tem na segurança pública e, dentro dela, o combate às drogas (uma conexão imprescindível), ainda não suficientemente considerada. As drogas afetam educação, saúde e segurança. Oneram o Estado, comprometem a juventude, seu progresso, equilíbrio e bem-estar.
Serra propôs um Ministério específico, o da Segurança, para um combate radical, eficaz e menos caro. A ideia foi bem recebida por especialistas e pela população, mas desdenhada pelas duas principais candidatas. Atribuíram-lhe oportunismo.
Há alguns dias, Serra falou da cocaína que vem da Bolívia, sem que o governo daquele país se empenhe em impedi-lo, e sem que o governo brasileiro reclame. Provocou protestos e manifestações por parte do governo e de seu partido, em defesa de Evo Morales, cujo nome sequer mencionou. Estranho.
O governo federal fala do combate ao crack (mas isso só o Dunga está fazendo), mas sem vinculá-lo a algo bem mais amplo, que é a rede continental do crime organizado.
Essa rede, responsável pela guerra civil (nem tão) silenciosa, precisa ser exposta e enfrentada. Combater as consequências sem ir às raízes do processo é como enxugar o chão com a torneira aberta. É preciso fechá-la, e só um combate amplo, determinado e organizado pode fazê-lo. É onde entra o Ministério da Segurança.
Afinal, é em organização e disciplina que o crime organizado atua, com suas conexões subterrâneas com governos e organizações que se auto-intitulam movimentos sociais, mas não o são. São apenas organizações criminosas, como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARCS), que vivem do roubo de gado, sequestro de cidadãos inocentes (aprisionados em campos de concentração na selva, como ocorreu com a senadora colombiana Ingrid Bettencourt) e tráfico de drogas. Trocam cocaína por armas com organizações criminosas brasileiras, como Comando Vermelho e PCC, e alimentam toda uma rede de delinquências, que no Brasil nos subtrai 50 mil pessoas por ano.
É essa rede que precisa ser exposta e desmontada. E é esse o objetivo do Ministério da Segurança. Precisamos fechar a torneira do crime organizado. Ir às suas raízes, em defesa de nossa juventude e de nossa soberania.
Dane-se Chavez, Morales, Lulas e Dilmas. Eu quero é uma juventude sadia e um futuro de paz.
Ontem vencemos o time do DROGBA. O povo comemorou. Mas muito mais importente é vencermos o time das DROGAS. O time de Lula. A vergonha da América do Sul.

BEM PRIVILEGIADO.


PRIVILÉGIOS.
Um breve relato do final de semana do blogueiro:
Sexta à noite, após o aquecimento no Colarinho, ao som do Marcelo, eu e o herdeiro de dívidas, Thiego Phillipe, fomos prestigiar o Figurótico no Embaixador onde ficamos um pouquinho só para abraçar os amigos. Depois partimos para a Boate itinerante “Privilége” instalada pelo compadre Júnior Nader no Clubinho do Laranjal com instalações de primeiro mundo. Sábado, depois do Fronteiras, partimos com a primeira e única dama para o Varandão em Volta Redonda, para saborear um “japonês” e fazer hora para o show do Monobloco no Porão Hall. No privilegiado camarote, assistimos a apresentação impecável da banda que nos fez dançar até o fim da madrugada. Domingo, assistimos a vitória brasileira no Fronteiras e confirmamos que nessa Copa só dá o bar. Não tem pra ninguém. Gente bonita e educada fazendo a alegria uns dos outros. Enfim, só posso agradecer a Deus por termos em nossa região, profissionais de diversões tão amáveis e competentes como o Salume, o Júnior Nader, o Léo, o Maninho e o Fabrício. São amigos que vão sempre contar com nosso prestígio em retribuição a todo o carinho e regalias que nos dispensam.
É um privilégio ser o Julinho. Sem falsa modéstia. Nós, do “mal”, somo muito mais felizes que a sombria turma do “bem”, com suas neuroses maquiavélicas, taras inconfessáveis e devaneios alucinógenos.

É BICHO OU BICHA?

O QUE É, O QUE É?
Qual o bicho que tem cinco letras no nome, começa com a letra D, a segunda letra é uma vogal, a terceira e a quarta são consoantes, a última é a letra A, começou a carreira e casou no Rio Grande do Sul, seu time é de cor vermelha, tem um péssimo humor, tem gosto horrível, é cafona, possui aparência feia e repugnante embora sempre “maquiada”, tem horror à imprensa, é reacionário, foi “inventado” pelo seu chefe ditador, não tem passado nem experiência para exercer o cargo que ocupa, lidera somente com seus limitados apadrinhados, é grosseiro, adora dossiês secretos contra adversários assim como reuniões secretas, abomina dar entrevistas, reage com baixarias quando é acuado pela imprensa, ocupa cargo desejado por todos os brasileiros, não gosta de sexo, fala sempre em “comprometimento”, é prepotente, escala mal seus subordinados, é inimigo do talento e da verdade, envergonha o nome do Brasil, e quando estava no campo, apesar de técnica muito limitada, derrubava seus oponentes de forma violenta, se dizia meia-esquerda mas atuava sempre pela direita?
Se você respondeu DUNGA, parabéns, acertou.
Se você respondeu DILMA, parabéns, acertou também.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

ESSA COCA É PEPSI.

COLA ERRADA.
Na coluna “Mosaico”, do Diário Oficial, digo Diário do Vale, de hoje, 18/6, logo no seu cabeçalho há uma nota com o título “Cidade dos deputados”, com o seguinte teor: “Barra Mansa quer aumentar seu número de deputados. Além dos atuais parlamentares, Ademir Melo (PSDB), Inês Pandeló (PT), e José Nader Filho (PTB), outros partidos com menor expressividade estão se esforçando para lançar candidatos. O PTN por exemplo, espera homologar no próximo sábado a candidatura de Marco Esch para deputado federal...Esch , que é produtor cultural e presidente do diretório municipal do partido, é responsável pela fundação do PTN na cidade, em 2005...”.
Primeiramente queremos informar que o deputado José Nader Filho não é candidato à reeleição, abrindo mão da vaga para seu pai (em outro partido, o PR), José Leite Nader, ex-conselheiro do TCE-RJ e ex-deputado, tendo sido inclusive presidente da ALERJ e Governador Interino do Estado, embora por só um dia.
Mas até aí passa.
O que não se pode aceitar é informar o domicílio eleitoral de Marco Esch em Barra Mansa. Esse jovem produtor cultural, músico cantor goospel e colunista é presidente do diretório municipal do PTN em RESENDE, cidade pela qual já foi até candidato à prefeito.
Essa nota comprova o que já atestamos em nosso blog: O Diário Oficial, digo, Diário do Vale, se informa sobre nossa cidade basicamente através dos “releases” oficiais encaminhados pela prefeitura e nada mais interessa.
Nós entendemos a dependência econômica que os veículos de comunicação da região tem perante o Poder Público, mas isso não pode servir como desculpa para a desinformação, afinal “O Diário do Vale” possui excelentes profissionais em seus quadros, é detentor de um grande número de assinaturas em Barra Mansa e é um veículo de leitura obrigatória para todos nós e conquistou com méritos, o carinho dos leitores da cidade.
Mas creio que a nota foi “colada” (e erroneamente) do site do concorrente “A Voz da Cidade”, na edição de 16/06. Com a Copa do Mundo, as notícias estão escassas e o pessoal da redação tem que rebolar para produzir matéria.
Mas até para “colar” tem que ter atenção, gente.

MESSI ÁS.


APIACÁ QUE TE PARIU.
O jornal “A Voz da Cidade” em sua edição de hoje, 18/06, na coluna “Notas & Notas”, percebeu bem que: carros circulam pelas ruas de Barra Mansa ostentando um adesivo com a seguinte frase: “Em 2010 vai dar Brasil”. Como a maioria dos veículos pertencem a pessoas que ocupam cargos comissionados na prefeitura, fica a dúvida na mente das pessoas mais esclarecidas.
Não fica dúvida não, caro colunista, fica a certeza absoluta dessa propaganda extemporânea e ilícita perante a justiça eleitoral, querendo tirar carona do sentimento patriótico aflorado em época de Copa do Mundo, fazendo alusão ao sobrenome do pachá de Apiacá, Brasil.
A propósito, gostaria de saber: Esse bando de baba-ovos vão enfiar o adesivo no lugar que estou pensando caso não dê Brasil?
Já pensou se víssemos vários carros adesivados, com “O Melhor é o Melo”. Poderia se dizer que o adesivo faria adesão ao jogador Felipe Melo, mas fazendo gracinha para Ademir Melo. Ou então: “Em 2010, só me alimento de Pão-de-ló” em alusão a deputada Inês Pandeló? Ou “CHRISto vem em 2010” fazendo propaganda para o Chris? Ou “Em 2010, vamos fazer GRACINHA, em alusão à pré-candidata? E por aí afora.
Evidentemente que a “turma do Bem” bateria nas portas da Justiça Eleitoral. Mas, como sempre, eles se acham acima do “bem e do mal” e como já ganharam uma eleição fraudando a justiça, acham que sempre será assim. E será, caso os dignos representantes da justiça não deêm um basta nessa farra.
A vida tem reviravoltas impressionantes. Jamais poderia imaginar em minha vida, que graças ao Lula, ao Dunga e ao pachá, eu fosse obrigado a torcer pela....Argentina.
Arriba, hermanos.
Salve, Diequito.
Arrebenta, Messi.
Ah...Brasil, vá pra rima que pariu.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

PERDEU, PACHÁ.


CINISMO NA TELINHA.
Existe um programa de televisão, chamado JOÃO BATISTA NA TV. Segundo consta, tal programa, que não sei em que emissora é veiculado, foca problemas exclusivos de Valença. O apresentador é um fanfarrão de carteirinha que salvo grande engano, pretende se enveredar pela política.
Pois é, no dia 11 de maio o entrevistado de tal programa foi o ex-prefeito de Barra Mansa, Roosevelt Brasil, mais popularmente conhecido em nosso blog como pachá de Apiacá. E qual foi o mote do programa? Acreditem se quiser, mas o carro-chefe do programa foi Roosevelt pedindo exaustivamente a população de Valença que não pague a conta de água da CEDAE. Os vídeos reproduzindo a entrevista na íntegra estão no Youtube e podem ser acessados por todos.
Pinçamos dos depoimentos do pachá algumas pérolas, tais como: “...eu recomendo a população...não pagar as contas...não adianta só não pagar as contas...eu prometo ajudar para impedir que as contas cheguem as casas...audiências públicas não foram feitas para discutir se a população de Valença, é o melhor caminho, por que não discutir o serviço municipal?...cobrar tarifas com preços melhores...o Governador está insensível...eu recomendo a população não pagar de forma alguma...é tão bonito falar eu errei...a população de Valença foi surpreendida...a CEDAE não tem nada que fazer em Valença...a CEDAE tentou em Barra Mansa mas eu tive pulso forte...sou casado com a irmã do chocolate do açougue, olha o jabá...a CEDAE só quer o filet mignon...as contas não podem ser pagas...”
A que ponto chega o cinismo e a hipocrisia humana.
Esse pachá que foi diretor executivo do SAAE de Barra Mansa por vários anos e prefeito por 8, jamais promoveu uma audiência pública para debater aumento na conta de água. Os aumentos sempre se deram em reuniões na calada na noite por um conselho deliberativo aquinhoado com cargos públicos da prefeitura e autarquias. Aliás, o pachá jamais promoveu audiência pública para debater nenhum serviço público municipal.
Ele nunca admitiu seus erros e agora, pelas costas, quer que seu “amigo” Governador admita seus erros. Gostaria de ver o pachá falar mal da CEDAE na cara do Wagner Victer (presidente) ou do Governador. Não, jamais ele fará isso, pois não é homem o suficiente.
Outra mentira deslavada é falar que a CEDAE tentou assumir Barra Mansa e ele teve pulso forte para impedir. Jamais isso aconteceu. É papo candidato desesperado que tenta arrumar votinhos em Valença, usando de mentiras e hipocrisias para tentar realizar o milagre de sua eleição para a Assembléia legislativa.
Não consigo escrever mais sobre o assunto pois o nojo me assola. Mas quem quiser procure no Youtube. Tecle NÃO PAGAR A CONTA DA CEDAE – ROOSEVELT, que facilmente você verá essa peça de calhordice típica do crápula que ele é.
Mas tem coisa interessante no depoimento dele, principalmente quando ele demonstra admiração pelo comentarista pela coragem de mexer na ferida. Por analogia, então ele me ama.
Disse também que as autoridades de Valença estão quietas e vereadores calados. Do jeitinho que ele gosta em Barra Mansa, mas pimenta nos olhos dos outros é refresco.
Ah...a propósito, ele deixou seu telefone no ar para os telespectadores. Então você de Barra Mansa, que sempre teve vontade de falar palavras carinhosas para ele, agora já pode faze-lo pelo (24) 99756580. Depois de oito anos como prefeito, é a primeira oportunidade que o povo vai ter de dirigir-lhe algumas verdades.
Para finalizar, o apresentador João Batista, recomendou aos telespectadores procurarem no Google e na Internet para saberem que é Roosevelt Brasil. Quero informar que nosso blog está a disposição com farto material.
Palavras chaves para achar os vídeos no Youtube: Roosevelt Brasil joão tv valença cedae. Se preferirem, dirijam-se ao blog do tal de joão batista que os vídeos lá estão também: www.joaonatvvalenca1.blogspot.com. Divirtam-se se forem capazes.
Paulinho Café no Bule, fique a vontade para copiar os vídeos e postar no seu blog. Ainda prefiro não postar vídeos no blog e jamais inauguraria com ele.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

DUELO REAL DO BEM CONTRA O MAL.


A HONRA E A CONSCIÊNCIA SÃO MAIORES QUE AS VITÓRIAS.
Um dúvida ronda o país, mesmo com todo mundo voltado para a Copa do Mundo: a aposta petista no absolutismo, no "quem está comigo tudo pode e contra mim nada pode". É o epitáfio de uma era cujo principal objetivo é tentar igualar todos, por baixo. O partido que conviveu prazerosamente com ilegalidades, irregularidades, mensalões e imoralidades briga, agora, para impor ao país o cabresto da unanimidade.
Hoje, basta ser um aliado do governo para ter todos os seus atos justificados. Parlamentares comprometidos com o PT têm portas abertas para desvios, corrupção e proteção. Governante de qualquer lugar do mundo que faça graça ao presidente Lula ganha seus afagos e defesas, mesmo que seja um tirano ditador.
Em contrapartida, criticar o governo tornou-se altamente perigoso. A ordem de cima é desmoralizar quem ousa manter-se independente, na oposição ou na parcela minoritária que desaprova a atual gestão. Tudo é feito de forma a descaracterizar quem diga que o governo erra.
Caso uma instituição, seja o Tribunal de Contas da União ou o Ministério Público, descubra alguma irregularidade, a ordem é desmontar e esvaziar o órgão impertinente. Se um jornal ousa apontar graves desvios em políticas quaisquer do governo, a ordem é desmoralizar a imprensa como um todo. É O candidato da oposição, O ex-governador de São Paulo, teve um ato de coragem de enfrentar a unanimidade truculenta que procura ser imposta a todos.
No lançamento de sua candidatura, sábado, em Salvador, Serra apresentou suas propostas e fez suas críticas sem abrir mão de um valor que parece estar um pouco esquecido em tempos petistas: o respeito à democracia e à liberdade de pensamento e expressão. "Ao contrário dos adversários políticos, para mim o compromisso com a democracia não é tático. Não é instrumental. É um valor permanente, inegociável", afirmou.
O candidato tucano, mesmo com seus defeitos de imagem, deixou claro que a lei deve estar acima das intenções e planos de governantes de plantão, por mais que isso possa parecer absurdo ao petismo. O Estado se subordina à sociedade, e não ao governo da vez. É assim a regra nas democracias, assim deveria ser no Brasil. "O tempo dos chefes de governo que acreditavam personificar o Estado ficou para trás há mais de 300 anos. Luis XIV achava que o Estado era dele. Nas democracias e no Brasil, não há lugar para luíses assim", disse Serra, numa época em que tentam transformar o lulismo em um novo peronismo ou num vizinho chavismo.
Aos que justificam irregularidades e roubalheiras atuais à sombra de episódios passados, Serra pespegou uma precisa definição: "Acredito que são os homens que corrompem o poder e não o poder aos homens. Quem justifica deslizes morais dizendo que está fazendo o que os outros fizeram, ou que foi levado a isso pelas circunstâncias, deve merecer o repúdio da sociedade. São os neocorruptos".
Não foi preciso nem esperar para ver quem iria vestir a carapuça: a resposta veio imediata, na convenção do PT. Para os partidários de Dilmarota, da boca da oposição escorre "veneno". Curiosa a concepção desta gente sobre o livre manifestar. Veneno é tudo aquilo que os incomoda, tudo aquilo que desnuda o rei-sol. Sim, pode ser veneno aquilo que busca aniquilar o vírus da mentira que o PT tenta infiltrar pelo país usando os mais espúrios meios.
O nome do jogo do candidato da oposição, mesmo que não seja reconhecido por quem se beneficia do bolsa-esmola, tem sido a coerência. Coerência com uma trajetória política de quatro décadas, reconhecida por milhões de brasileiros: "Não comecei ontem e não caí de paraquedas. Apresentei-me ao povo brasileiro, fui votado, exerci cargos, me submeti ao julgamento da população, fui aprovado e votado de novo", disse Serra.
O petismo de hoje tem horror a gente que age e pensa assim. A ordem é silenciá-las. Pela cartilha governista federal, semelhantemente com o que acontece em Barra Mansa, é preciso esconder, de qualquer forma, opiniões desagradáveis como aquelas que mostram os sucessos da atual gestão, em grande parte, como resultado da maneira como o Brasil foi conduzido desde a redemocratização e mais notadamente a partir do Plano Real.
Neste aspecto, ninguém deve saber nem discutir que, em muitos quesitos, nos anos Lula o Brasil se desenvolveu bem menos do que devia: a educação ficou paralisada, a saúde não progrediu, os acordos comerciais não saíram do papel, a segurança pública piorou, a carga tributária avançou, os juros continuam nas alturas. Também é proibido dizer que, apesar do fenomenal crescimento de 9% do PIB no último trimestre, o Brasil é ainda um dos países que menos se expandiu na América do Sul nos últimos oito anos. Para os petistas, isso é só um monte de verdades inconvenientes.
Nesta guerra contra quem não está do "nosso lado", o governo abre seus cofres para batalhões de militantes, patotas coorporativas, centrais sindicais pelegas e órgãos de Estado transformados em aparelhos partidários, assim como a prefeitura de Barra Mansa, guardadas as devidas proporções, faz com a impresna de um modo em geral.
Este é o dilema dos brasileiros. De um lado, um grupo que de se beneficia do sucesso da implantação de ideias que sempre condenou e está disposto a massacrar, como inimigos, quem denuncia seus equívocos e erros. Um grupo que luta para perpetuar na presidência da República, mesmo de forma dissimulada e mascarada, alguém que mantenha seus privilégios e continue a jogar para debaixo do tapete as mazelas descobertas, mas que, afora isso, não se sabe a que mais virá. Do outro lado, um candidato que se apresenta com suas ideias rigorosas e propostas claras, com orgulho de não ter a ajuda ilegal de uma máquina que os petistas querem transformar em mortífera. O embate real é outro: é entre o mal e o bem. De verdade, não essa balela que em Barra Mansa o governo atual teima em se auto-rotular. Ser do bem não é gastar dinheiro público em propaganda para se auto-afirmar, mas sim quem luta por um futuro melhor para a sociedade e as gerações que estão por vir. A verdade e a paz não estão nas vitórias ou nas derrotas políticas, mas na consciência de que estamos aqui para darmos o melhor de nós mesmos em prol da humanidade. Quem viola esta regra, pode até ganhar uma eleição ou outra, até mesmo várias, mas um dia, pela lei divina, haverá de prestar contas de seus atos vis.
Confesso que não confio muito no eleitor, mas confio totalmente em Deus, e isto me basta para continuar na luta com fé, galhardia e sem medo.
E me consola constatar que tem muita gente que pensa assim. Um dia, creiam, virá a recompensa.